Final de Young Sheldon Resolve Furo de The Big Bang Theory

O final de “Young Sheldon” aborda um furo de roteiro significativo de “The Big Bang Theory”, oferecendo uma esperada clarificação sobre o passado de Sheldon. Apesar das inúmeras inconsistências de continuidade entre os dois programas, os roteiristas insistiram que eles existem na mesma realidade. Esta resolução final vem enquanto “Young Sheldon” encerra sua bem-sucedida jornada, para a decepção dos fãs e até de membros do elenco, como Annie Potts.

“Young Sheldon” foi criado para capitalizar na popularidade de “The Big Bang Theory”, focando na infância do seu personagem mais icônico, Sheldon Cooper. Ao longo de sua exibição, o prelúdio preencheu várias lacunas narrativas, revelando detalhes sobre a vida jovem de Sheldon que às vezes contradiziam a série original. Uma dessas inconsistências girava em torno da história acadêmica de Sheldon, particularmente sua educação universitária.

Em “The Big Bang Theory”, muitas vezes se supunha que Sheldon, dado seu intelecto, frequentou uma escola da Ivy League para seus estudos de graduação. Essa suposição foi contradita em “Young Sheldon”, onde foi revelado que Sheldon frequentou a East Texas Tech. Essa revelação criou confusão, especialmente considerando a frequente depreciação de Sheldon sobre outras instituições acadêmicas como o MIT, enquanto raramente mencionava suas próprias experiências universitárias.

+ Quer ganhar um teste de até 1 MÊS GRÁTIS DE STREAMING? CLIQUE AQUI e aproveite!

A Morte de George: O Ponto de Virada

Os episódios finais de “Young Sheldon” esclarecem por que Sheldon nunca falou sobre seus dias universitários em “The Big Bang Theory”. A morte inesperada de seu pai, George, durante o tempo de Sheldon na East Texas Tech, o afetou profundamente. As consequências da morte de George deixaram a família Cooper em choque, lutando para lidar com a perda e com o futuro incerto.

A experiência de Sheldon na East Texas Tech foi ainda mais manchada pela morte de seu pai, tornando-se um período que ele preferiu não lembrar. Este evento traumático explica por que Sheldon escolheu omitir seus dias universitários nas conversas em “The Big Bang Theory”. Sua dificuldade em processar a morte de George e em aceitar isso ao longo das décadas se reflete em sua relutância em discutir esse período de sua vida.

Paralelos com a História da Infidelidade de George

O silêncio de Sheldon sobre seus dias universitários é paralelo à sua reticência em relação à infidelidade de George. Ambos os tópicos eram aspectos dolorosos e complicados de seu passado que ele evitava discutir. Esse comportamento ressalta o mecanismo de enfrentamento de Sheldon de enterrar memórias traumáticas, que é consistente com a representação de seu personagem em “The Big Bang Theory”.

O final de “Young Sheldon” resolve com sucesso um importante furo de roteiro de “The Big Bang Theory” ao fornecer contexto para o silêncio de Sheldon sobre seus anos universitários. A revelação de que seu tempo na East Texas Tech foi marcado pela morte de seu pai oferece uma explicação comovente para sua relutância em compartilhar essas memórias. Este último fio narrativo amarra o prelúdio e sua série principal, oferecendo aos fãs um encerramento satisfatório para o complexo passado de Sheldon.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Você pode cancelar, se desejar. Aceitar