As Marvels tem abordagem inovadora em relação à duração do filme

Preparados para a estreia de “As Marvels” nos cinemas? Descubra quais os objetivos desta abordagem inovadora da diretora Nia DaCosta!

A aguardada estreia de As Marvels nos cinemas está prestes a acontecer. E com ela, vem uma abordagem inovadora da diretora Nia DaCosta em relação à duração do filme. Em meio a um cenário frequentemente criticado por tempos de tela indulgentes, DaCosta optou por uma abordagem mais concisa, acreditando que o valor de um filme está na capacidade de envolver e contar uma história cativante, não no tempo de execução. Vamos explorar como essa escolha estratégica visa servir melhor à trama do filme.

+ Quer ganhar um teste de até 1 MÊS GRÁTIS DE STREAMING? CLIQUE AQUI e aproveite!

As Marvels: Uma Jornada Compacta pelo Universo Marvel

O coração de As Marvels gira em torno de Carol Danvers, a indomável Capitã Marvel interpretada por Brie Larson. Após um confronto feroz com o regime Kree, Danvers se vê lidando com um universo fragmentado. Conforme sua jornada se desenrola, ela é atraída por um misterioso buraco de minhoca ligado a uma rebelião Kree.

É aqui que os poderes de Danvers se entrelaçam com os da entusiástica Kamala Khan (Iman Vellani), também conhecida como Ms. Marvel, e de sua sobrinha afastada, Capitã Monica Rambeau (Teyonah Parris), uma habilidosa astronauta da S.A.B.E.R. Este encontro não é por acaso, mas sim por destino, já que são impelidos a navegar pelas escamas perigosas do cosmos e restaurar o equilíbrio.

A Visão Direcional de DaCosta: Síntese de Brevidade e Espetáculo

A abordagem de DaCosta em As Marvels representa uma mudança refrescante em um cenário muitas vezes criticado por tempos de tela indulgentes. Alinha-se com um sentimento crescente entre cineastas e público, que advogam pela economia na narrativa – a crença de que o tempo de um filme deve ser o necessário para contar sua história, nem mais, nem menos. Essa eficiência na narrativa pode aprimorar a experiência do espectador, garantindo que cada momento na tela seja intencional e impactante.

A Contribuição de DaCosta para o Universo Cinematográfico Marvel

A Marvel Studios confiou a DaCosta não apenas as responsabilidades de direção, mas também a contribuição para o roteiro ao lado de Megan McDonnell e Elissa Karasik. Essa colaboração sinaliza o compromisso contínuo da Marvel em diversificar as vozes que moldam seu universo cinematográfico. Com seu lançamento exclusivo nos cinemas marcado para 09 de novembro As Marvels está preparado para oferecer uma nova perspectiva sobre o cinema de super-heróis.

Ao subir as cortinas para As Marvels, o filme se destaca como um reflexo do cenário cinematográfico em evolução – um que respeita o desejo do público por brevidade e espetáculo. Se isso estabelecerá uma nova tendência para futuras instalações do MCU ainda está por ser visto, mas o que é certo é que a oferta cinematográfica concisa de DaCosta certamente irá provocar discussões entre aficionados e espectadores casuais.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Você pode cancelar, se desejar. Aceitar