Você é o que você come: As dietas dos gêmeos | Tudo Sobre

Descubra as dietas dos gêmeos da série gastronômica da Netflix, Você é o que você come: As dietas dos gêmeos.

A mais recente série gastronômica da Netflix, Você é o que você come: As dietas dos gêmeos, está causando burburinho e fazendo as pessoas repensarem em suas dietas do dia a dia, especialmente o padrão americano (S.A.D – Standard American Diet). O documentário em quatro partes acompanha quatro duplas de gêmeos idênticos que adotam dietas completamente opostas, monitorando seu progresso ao longo de oito semanas. Esses participantes foram selecionados a partir de um experimento mais amplo realizado na Universidade de Stanford, envolvendo 22 pares de gêmeos idênticos.

Durante o experimento, o cientista nutricional Christopher Gardner estabeleceu os parâmetros, colocando um gêmeo de cada par em uma dieta vegana e o outro em uma dieta onívora. Nas primeiras quatro semanas, os participantes receberam refeições preparadas, mas, nas quatro semanas seguintes, tiveram que seguir suas respectivas dietas por conta própria. A escolha de gêmeos para esse experimento permitiu o controle genético e limitou outros fatores, já que eles cresceram em ambientes semelhantes, conforme descrito na visão geral do estudo.

Abaixo, vamos conhecer os quatro pares de gêmeos que participaram do estudo destacado na série Você é o que você come: As dietas dos gêmeos da Netflix.

+ Quer ganhar um teste de até 1 MÊS GRÁTIS DE STREAMING? CLIQUE AQUI e aproveite!

Pam e Wendy Dew – Uma Revolução na Alimentação na África do Sul

Com base na África do Sul, Pam e Wendy são gêmeas, parceiras de negócios e muito mais. Além de uma empresa de catering e uma marca de coquetéis, elas administram um canal no YouTube, entre outras iniciativas. Seguindo as diretrizes do estudo, Pam adotou uma “dieta baseada em plantas”, enquanto Wendy seguiu uma “dieta onívora”.

Ambas eram descritas como onívoras antes do experimento, e embora continuem a consumir tanto plantas quanto carne, reduziram pela metade a quantidade de carne que ingeriam anteriormente. Além disso, diminuíram o consumo de queijo de uma presença diária para um deleite ocasional.

Charlie e Michael Kalish – Os Gêmeos do Queijo

Charlie e Michael Kalish, conhecidos como os “Gêmeos do Queijo”, são mestres queijeiros treinados na Europa, surfistas ávidos, especialistas em segurança alimentar e presenças regulares em programas de culinária. Apaixonados por queijo, eles descrevem isso como seu “passaporte para o mundo”.

Após seguir a “dieta baseada em plantas” no estudo, Charlie se tornou “quase” vegetariano, excluindo alguns pratos chineses favoritos e a sopa de frango ocasional. Michael, já pescetariano antes do estudo, adotou uma dieta onívora. Mudanças em seus hábitos alimentares foram impulsionadas por preocupações ambientais, éticas e de saúde.

John e Jevon Whittington – Cortando a Carne em Nova York

Gêmeos idênticos de Nova York, John e Jevon Whittington, recém-formados em enfermagem, eram amantes de bifes e frango. Ambos onívoros antes do estudo, John seguiu a “dieta baseada em plantas”, enquanto Jevon continuou com a “dieta onívora”.

Após o estudo, ambos permaneceram onívoros, mas reduziram significativamente o consumo de carne vermelha, optando por outras fontes de proteína, frutas, vegetais, feijão e peixe. Suas decisões foram motivadas pelo entendimento do impacto ambiental da carne vermelha, e agora incentivam o pai a incluir mais vegetais em sua dieta.

Carolyn Sideco e Rosalyn Moorhouse – Explorando Escolhas Conscientes nas Filipinas

Participantes ativos em estudos com gêmeos, Carolyn Sideco e Rosalyn Moorhouse, filipinas, eram ambas onívoras antes do estudo. Rosalyn, professora do ensino médio, descrevia sua alimentação como “onívora” e “saudável”, enquanto Carolyn, uma coach de relacionamento esportivo, se considerava uma “comilona simples”, sem prestar muita atenção às escolhas alimentares.

Durante o estudo, Carolyn seguiu a “dieta baseada em plantas”, enquanto Rosalyn seguiu a “dieta onívora”. Após o estudo, ambas permaneceram onívoras, mas incorporaram mais alimentos à base de plantas e fizeram escolhas conscientes sobre sua alimentação.

Em meio a essas transformações alimentares, a série Você é o que você come: As dietas dos gêmeos destaca não apenas as mudanças pessoais, mas também como essas escolhas influenciam negócios e relacionamentos.

É um lembrete de que o que escolhemos colocar em nossos pratos vai além do impacto pessoal, alcançando comunidades e até mesmo o meio ambiente. Vale a pena explorar essas jornadas de transformação alimentar, fornecendo insights valiosos para quem busca uma relação mais consciente com a comida em seu dia a dia.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Você pode cancelar, se desejar. Aceitar