True Crime: Porque documentários baseados em fatos reais dão tão certo

O sucesso de séries de ficção criminal como Law & Order aqui no Brasil é indiscutível. No entanto, o que vem chamando a atenção das plataformas de streaming é o aumento na procura por produções do gênero true crime. A categoria expõe detalhes de assassinatos, atrocidades e finais nada felizes. Mas, por que será que gostamos tanto de histórias reais de violência?

O gosto por histórias reais vem de séculos

Os primeiros modelos de true crime surgiram na Grã-Bretanha, por volta de 1550. Panfletos distribuídos pelas ruas traziam histórias de assassinatos e outros crimes como uma forma de alertar a população. Contudo, foi nos Estados Unidos que o gênero como conhecemos ganhou força. Lançada em 1924, a revista True Detective promoveu a expansão do assunto.    

A década de 1950, também ficou marcada pelo boom da publicação de livros sobre histórias reais ou baseada em fatos reais. Dessa forma, conforme novas mídias iam surgindo, mais espaço o gênero ganhava. Aqui no Brasil ele chegou na década de 1970. Os nossos tão conhecidos programas sensacionalistas surgiram na rádio. Já na TV, programas como Aqui Agora, do SBT, bem como o Linha Direta da Globo, abriram as portas para o true crime.

O interesse por histórias reais de violência se dá por diferentes fatores

Profissionais como psicólogos e psiquiatras que estudam o assunto, afirmam que existem alguns fatores que ajudam a explicar porque histórias reais causam tanto interesse. Certamente um deles é o fato da mídia transformar os seriais killers, bem como outros criminosos em celebridades.  

Outro motivo tem relação com a natureza humana. Somos curiosos e temos a necessidade que as histórias tenham início, meio e fim. Os especialistas também indicam que tal fascínio por crimes reais pode estar associado ao ato da punição. Assim como nos primórdios, quando as pessoas se reuniam para punir quem infringia a lei.

E por último temos o fator fisiológico. Ainda que seja por assistir altos níveis de violência, a sensação pode ser comparada quando estamos apaixonados. Pois igualmente liberamos os hormônios da adrenalina, endorfina, dopamina e serotonina.

As mulheres estão entre as pessoas que mais acessam conteúdos True Crime

Conforme artigo publicado pelo The New York Times, em 2019, as mulheres estão entre o público que mais consomem séries e filmes true crime. Um estudo realizado pela Amazon, em 2010, mostrou que 70% das críticas sobre livros do gênero são escritas pelo público feminino.

A explicação pode estar associada ao fato dos crimes violentos serem cometidos, em sua maioria, por homens. Sendo que, as mulheres geralmente são as principais vítimas. A cultura machista é um dos principais motivos no aumento da violência doméstica, estupro e feminicídio.  Acima de tudo, a resposta pode estar no que esse tipo de conteúdo pode ensinar. Entender os sinais de perigo e como agir para evitar e como sair para não ser vítima de uma tragédia.

Netflix aposta forte no true crime

É cada vez maior a lista de opções de produções do gênero true crime disponível na Netflix. Nos últimos anos, documentários sobre os mais diversos crimes conquistaram uma legião de fãs. Ao passo que, buscam entender o que aconteceu criando teorias, e até mesmo fazem sua própria investigação com base no que está sendo apresentado. Selecionamos três obras para você maratonar ainda no fim de semana.

Night Stalker: Tortura e Terror

2021 ‧ Documentário ‧ 1 temporada

A série documental acompanha a investigação até a captura de Richard Ramirez, um dos seriais killers mais aterrorizantes dos EUA. Conhecido como Night Stalker, o psicopata foi responsável por uma série de assassinatos e agressões sexuais durante o verão de 1985, em Los Angeles. As vítimas incluíam homens, mulheres e crianças, com idades entre seis e 82 anos. Além disso, eram de diferentes bairros, raças e classes sociais.

Com uma narrativa envolvente, a produção acompanha a cruel realidade acerca dos crimes a partir da perspectiva policial. Além disso, a série conta com entrevistas que passam credibilidade e movimento à trama.

Moradores Indesejados

2022 ‧ Documentário ‧ 1 temporada

Na série somos apresentados a três histórias sobre colegas de apartamento. A partir de uma seleção de casos famosos, a produção explora como algumas pessoas aparentam serem normais, mas na verdade escondem segredos obscuros. A produção é narrada pelas próprias vítimas, investigadores e pessoas próximas. Conforme as histórias vão sendo contadas, o público passa a conhecer um pouco sobre de que maneira essas pessoas entraram em suas vidas.

A princípio, os acusados são descritos como pessoas legais, divertidas e quietas, mas que aos poucos foram desmascaradas. Entre eles golpistas e psicopatas, que acima de tudo, estavam convivendo de forma parasita com suas vítimas.

Segredos e crimes de Jimmy Saville

2022 ‧ Documentário ‧ 1 temporada

Jimmy Saville era uma celebridade inquestionável no Reino Unido. O apresentador era amigo da família real, ajudava diversas instituições e ainda trabalhava em hospitais e presídios. Mas, o que ninguém sabia era que, em meio a isso, ele era um pedófilo e um estuprador em séria.

Com apenas dois episódios é possível conhecer esse personagem, até então conhecido apenas pela audiência britânica. Mas vale ressaltar que a há um aviso que a série apresenta relatos detalhados de abusos sexuais e outros crimes terríveis. Portanto, observe a indicação de idade.

Então, curte esse tipo de gênero ou prefere algo mais leve? Comenta aqui! E se você tem alguma sugestão de outros documentários de histórias reais que gostaria de saber um pouco mais sobre elas.