REVELADO porque Meg Ryan não participou de Top Gun: Maverick

Mesmo com todo o sucesso ao longo de 2022, Top Gun: Maverick decepcionou ao não trazer a atriz Meg Ryan de volta para a franquia. Ela deu vida a personagem Carole Bradshaw no filme original, de 1986, esposa de Nick “Goose” Bradshaw e mãe de Rooster (Miles Teller).

Em suma, Top Gun: Maverick acompanha a jornada de Pete para treinar uma nova geração de pilotos. Com emoção e respeito, a sequência chegou aos cinemas 36 anos após o filme original. O filme foi a principal estreia dos cinemas em 2022, com mais de US$ 1,4 bilhão de bilheteria ao redor de todo o mundo.

Além disso, Top Gun: Maverick também quebrou todos os recordes de audiência do Paramount+. Em poucos dias, o filme de Joseph Kosinski conquistou o espaço de estreia mais assistida do serviço de streaming. De acordo com Deadline, Top Gun: Maverick ultrapassou os números de Sonic: O Filme (2020) em mais de 60%. Além disso, o filme conquistou índices expressivos em paralelo com outros filmes de Cruise.

Abaixo, assista ao trailer oficial de Top Gun: Maverick.

Imagens: Reprodução / Paramount.

Por que Meg Ryan não participou de Top Gun: Maverick?

A última aparição de Meg Ryan na franquia Top Gun aconteceu ao longo do primeiro filme. Após a morte de Goose, Carole faz um longo desabafo com Maverick e revela o quanto o marido apreciava voar ao lado do protagonista. Isso aumentou a intensidade da cena, revelando camadas mais profundas aos três personagens.

Além disso, o papel de Meg Ryan serviu de conforto para Maverick em Top Gun. Na época, o personagem interpretado por Tom Cruise sentia culpa pela morte de Goose. Algo que ela tentou aliviar, mostrando que não o culpava pelo o que aconteceu.

Após uma cena forte entre os dois, esperava-se que Meg Ryan retornasse como Carole para Top Gun: Maverick. Ainda mais levando em consideração que Rooster, seu filho, se tornou um dos personagens centrais da trama.

Contudo, a atriz ficou de fora. Algo que a própria trama de Top Gun: Maverick tentou explicar em uma conversa entre Maverick e Penny Benjamin. Ambos falavam sobre Rooster, revelando que Carole faleceu. Portanto, Meg Ryan não retornou para a franquia porque a produção optou por matara personagem.

Terceiro filme pode acontecer?

Apesar do recorde de bilheteria e da recepção positiva, ainda não há planos para a produção de Top Gun 3. Por ora, nenhuma das partes (estúdio e direção) comunicaram algo oficial sobre a volta do longa-metragem estrelado por Tom Cruise. Contudo, impossível imaginar que a Paramount irá ignorar o seu maior sucesso em anos.

Além disso, Top Gun: Maverick também permite mais uma sequência para a franquia. Uma novidade sobre o futuro de Top Gun deve aparecer ao longo de 2023. Contudo, Tom Cruise é um ator ocupado. Mesmo aos 60 anos, o astro está em gravações para os dois próximos filmes de Missão Impossível. Portanto, Cruise e Paramount precisam encontrar uma agenda em comum para avançar na produção de Top Gun 3. Importante lembrar que 36 anos separaram os dois primeiros filmes da franquia. Assim, os fãs precisam ter paciência para acompanhar a futura trama.

Por outro lado, o diretor de Top Gun: Maverick, Joseph Kosinski, comentou ao Deadline sobre o difícil treinamento que o elenco precisou passar para fazer o filme. Logo, produzir uma continuação pode não ser a tarefa mais fácil do mundo. Ao mesmo tempo, ele afirmou que ainda há alternativas para a trama.

“Existe outra história que seja convincente o suficiente para que precisemos voltar? Parece-me que no final deste filme Maverick tem algum gás sobrando no tanque. Ele não está se acomodando”, explicou.

Mesmo sem planos oficiais e sem um projeto concreto, Top Gun 3 existe no imaginário da equipe de produção. Agora, resta esperar pelos próximos passos para entender qual será o futuro da franquia. Por fim, ambos os filmes estão disponíveis no Paramount+.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.