Som da Liberdade tem cena pós-crédito?

Ao abordar um tema tão sensível e atual como o tráfico sexual infantil, “Som da Liberdade” tem causado discussões e chamado a atenção do público. Adaptado da história de um homem que largou tudo para combater esse crime hediondo, o filme está preparado para ser lançado nos cinemas em 21 de setembro.

O filme acompanha a trajetória do agente especial do governo norte-americano, Tim Ballard, interpretado por Jim Caviezel. A trama se desenrola quando Ballard se dirige à Colômbia para resgatar crianças vítimas de tráfico infantil. Surpreendentemente, ao se aprofundar no caso, ele abandona o seu cargo governamental, transformando sua missão em uma jornada pessoal de combate a essa quadrilha.

Som da Liberdade tem cena pós-crédito?

som_da-liberdade-cena-pos-credito
Imagem: Paris Filmes | Edição: Minha Série Favorita

Ao término do filme, algo inesperado acontece. Em vez da tendência atual de cenas pós-créditos, o público é apresentado a clipes das missões reais de Tim Ballard. Um contador é ativado, indicando uma mensagem especial em dois minutos. Jim Caviezel, visivelmente emocionado, aparece na tela e compartilha a trajetória de cinco anos de gravação do filme e os obstáculos enfrentados.

O ator faz um paralelo entre o poder do filme e o livro “A Cabana do Pai Tomás”, que aborda a escravidão nos EUA. Seu apelo final é para que todos ajudem na divulgação de “Som da Liberdade” e, inclusive, disponibiliza um QR Code para a compra de ingressos.

Polêmicas e Controvérsias

O sucesso de “Som da Liberdade” nos EUA, tendo arrecadado cerca de US$ 182 milhões, veio acompanhado de polêmicas. Algumas publicações associaram o filme à teoria da conspiração da extrema-direita, QAnon. Esta teoria alega a existência de uma elite global de adoradores de Satanás, canibais e pedófilos. Uma das consequências dessa crença foi o ataque ao Capitólio em 2021, com alegações de conspiração contra Donald Trump.

Elenco e Produção

O filme reúne um elenco de renome. Além de Caviezel, destacam-se Mira Sorvino, Bill Camp, Cristal Aparicio, Javier Godino, Yessica Borroto Perryman, Eduardo Verástegui, Gustavo Sánchez Parra e José Zúñiga. A direção fica a cargo de Alejandro Monteverde, que também colaborou no roteiro com Rod Barr.

“Som da Liberdade” promete ser mais do que um filme, mas um manifesto contra o tráfico infantil. Embora cercado de polêmicas, a essência da trama é um grito de resistência contra essa prática atroz. Resta agora aguardar a recepção do público brasileiro à obra e a eventual influência que pode exercer na conscientização e combate ao tráfico sexual infantil.

Por fim, vale ressaltar que o filme estreia em 21 de setembro nos cinemas. Abaixo, confira o trailer:

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.