Shane quase fez de Rick Grimes o grande vilão de The Walking Dead

Rick Grimes, o xerife favorito de todos do apocalipse zumbi, quase trilhou um caminho bem diferente. Ao longo de “The Walking Dead“, Rick se tornou um dos protagonistas mais icônicos da TV, mas uma ideia descartada poderia ter transformado Rick Grimes no vilão da história.

Rick Grimes estreou em “The Walking Dead” em 2010 e rapidamente conquistou o público. Durante oito temporadas, liderou um grupo de sobreviventes em um mundo infestado de walkers, tomando decisões difíceis para proteger aqueles que amava. Seu retorno em “The Ones Who Live” só reforçou o quanto Rick era essencial para a série.

+ Quer ganhar um teste de até 1 MÊS GRÁTIS DE STREAMING? CLIQUE AQUI e aproveite!

Final alternativo de Shane mudaria o destino de Rick Grimes

Mas lembre-se: nem sempre o que vemos na tela é o que foi planejado desde o início. Jon Bernthal, o ator que interpretou Shane Walsh, o melhor amigo que virou rival de Rick, sugeriu uma cena de morte alternativa que teria mudado completamente a história.

No final que conhecemos, Rick mata Shane após uma luta brutal na segunda temporada. Shane havia se tornado cada vez mais perigoso, priorizando a sobrevivência a qualquer custo. Apesar de questionável, a morte de Shane pareceu justificável em um mundo onde matar ou ser morto era a realidade.

A ideia de Bernthal era bem diferente. Após matar Shane já reanimado como walker, Rick pegaria a arma de Shane, apenas para descobrir que não havia munição. Esse pequeno detalhe transformaria Rick em um protagonista sombrio. Mesmo sem intenção maliciosa, matar um Shane indefeso teria sido um ato perturbador.

Essa morte alternativa poderia ter levado Rick para um caminho muito mais sombrio. Ao longo da série, Rick enfrentou traumas e perdas devastadoras. Imaginem o impacto de matar alguém indefeso tão cedo em sua jornada. Esse evento poderia tê-lo quebrado mentalmente, tornando-o frio e impiedoso.

Por que o final alternativo de Shane não funcionaria?

Apesar de interessante, a ideia de Bernthal não se encaixaria na narrativa de Shane. Embora suas ações fossem moralmente questionáveis, Shane nunca foi planejado para ser um vilão que despertasse compaixão.

Suas escolhas duras, como matar Randall e abandonar Otis, eram vistas como um mal necessário naquele mundo cruel. Tornar a morte de Shane heroica, de certa forma, iria contradizê-lo como personagem. Shane era um vilão por essência, e sua morte precisava refletir isso.

Mesmo com seus momentos brutais, Rick Grimes segue sendo um dos maiores heróis da TV. “The Walking Dead” explora a complexidade do ser humano em situações extremas, e Rick Grimes é a personificação disso. Ele cometeu erros, mas sempre lutou para proteger seu grupo. A ideia de um Rick Grimes vilão, embora intrigante, definitivamente mudaria a essência da série.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.