O que significa o termo “marruá” na novela Pantanal?

Muito usual na novela Pantanal, o termo “marruá” vem aguçando a curiosidade de 10 entre 10 fãs do folhetim global. Afinal de contas, o que significa o termo marruá? Ele é o sobrenome da família da Juma ou o nome de uma raça de bovinos selvagens? Nos parágrafos a seguir te contamos tudinho, fica com a gente!

O que significa o termo “marruá” na novela Pantanal?

Em síntese, acertou quem respondeu nem uma coisa nem outra. É isso mesmo, marruá não é sinônimo de raça de boi, tampouco é o sobrenome da amada de Joventino. Enfim, o termo marruá é, na verdade, uma expressão relativa a temperamento. Em outras palavras, significa um boi (ou uma pessoa, no caso de Juma) que é muito bravo, violento e selvagem. Em suma, são criaturas de natureza arredia e indomesticável e cuja captura é extremamente difícil.

O começo da trama de Pantanal mostrou o Joventino avô, vulgo Velho do Rio, e José Leôncio em busca de marruás. Na ocasião, o patriarca dos Leôncios ensinou o filho que não é possível caçar um marruá como a qualquer outro boi. De acordo com a sabedoria empírica do peão, esse tipo de animal só é pego quando se demonstra respeito por ele.

Porque Zé Lucas foi atrás de um marruá?

São sobretudo por essas razões que a caça de um marruá na novela Pantanal é motivo de tanto orgulho para quem consegue. Além disso, a façanha ganhou um viés de tradição familiar. Como Joventino Leôncio e o filho conseguiram, existe a crendice de que todo Leôncio de verdade há de conseguir. Em suma, foi isso que motivou Zé Lucas a ir atrás de um recentemente. Ele queria saber se de fato tinha o sangue de José Leôncio nas veias.

Ademais, sempre é bom lembrar a parcela de contribuição do demônio amigo de Trindade. Ele disse ao primogênito de José Leôncio que este era a única forma de provar que pertencia à linhagem da família do Rei do Gado.