O Gambito da Rainha, Final Explicado: O que acontece com Beth?

O final da minissérie “O Gambito da Rainha” deixou muitos espectadores curiosos sobre o que aconteceu com Beth Harmon. A história segue Elizabeth Harmon (Anya Taylor-Joy), uma prodígio do xadrez que enfrenta o mundo dominado por homens do xadrez da Guerra Fria enquanto luta contra dependência, traumas emocionais e solidão.

Vamos desvendar o final de “O Gambito da Rainha“, explorando os eventos do Torneio dos Campeões de 1968 em Moscou e as estratégias de Beth para a vitória. Acompanhe!

+ Quer ganhar um teste de até 1 MÊS GRÁTIS DE STREAMING? CLIQUE AQUI e aproveite!

O que Acontece no Final de “O Gambito da Rainha”

O último episódio, “End Game”, marca o sucesso final de Beth, junto com um novo começo. Assombrada pelo suicídio de sua mãe e viciada em tranquilizantes desde jovem, Beth finalmente encontra paz consigo mesma. Após eventos difíceis antes do final, Beth viaja à Rússia determinada a enfrentar Borgov novamente e realizar sua ambição de se tornar uma Grande Mestre.

As jogadas finais em “O Gambito da Rainha” foram inspiradas por uma partida específica entre Vassily Ivanchuk e Patrick Wolff no Biel Interzonal de 1993. Beth escolhe abrir com o Gambito da Rainha (daí o título da série), uma jogada clássica que remonta ao manuscrito de Göttingen de 1490.

Durante a pausa na partida, Beth percebe que, na verdade, não está sozinha. Todos ao seu redor, incluindo Townes, Benny, Harry e outros, ajudam Beth a controlar o uso de substâncias e trabalham dia e noite para encontrar fraquezas no jogo de Borgov. Beth declina a oferta de empate de Borgov, pois isso também não é uma opção para ela.

No dia seguinte, Beth finalmente consegue visualizar um tabuleiro mental de xadrez sem a ajuda de sedativos. Tendo previsto uma estratégia vencedora, Beth derrota Borgov e vence o torneio.

Inspiração da Vida Real para o Jogo Harmon vs Borgov

A partida Harmon vs Borgov tem como inspiração o duelo entre o prodígio americano do xadrez, Bobby Fischer, e o russo Boris Spassky no Campeonato Mundial de Xadrez de 1972. Os criadores de “O Gambito da Rainha” também se inspiraram no Grande Mestre do xadrez, Bruce Pandolfini, para criar uma representação autêntica do xadrez de alto nível no século XX. O personagem de Beth também é parcialmente inspirado na autobiografia de Garry Kasparov.

Cena Final: Beth Fica na Rússia?

Após sua vitória, Beth deixa o carro do governo dos EUA que a levava para o aeroporto e caminha até um parque em Moscou. Lá ela encontra dezenas de homens idosos jogando xadrez, que ficam fascinados por ela. Um deles, que lembra muito o Sr. Shaibel, o primeiro a ensinar xadrez a Beth, a desafia para uma partida. Ela aceita, e a série termina aí, completando o arco narrativo de Beth.

Beth decide ficar na Rússia por enquanto, mas é provável que ela volte aos EUA para se reunir com seus amigos, especialmente agora que ela percebe que as pessoas genuinamente se preocupam com ela.

O Significado do Final de “O Gambito da Rainha”

O Gambito da Rainha é um movimento de xadrez onde sacrifica-se um peão para ganhar controle do centro do tabuleiro. A escolha de Beth reflete seu passado. Todos que se importam com Beth fizeram sacrifícios por ela, incluindo sua mãe adotiva Alma, Harry e Jolene.

Beth entende que para vencer, ela precisa se libertar de seu vício em tranquilizantes. Livre dessas dependências, ela encontra contentamento e uma relação mais saudável com o xadrez. Ela finalmente dá as boas-vindas ao amor e à admiração, sentindo-se digna de recebê-los.

Por fim, não importa onde Beth escolha morar, ela finalmente conquistou um sentimento de conforto interno. O romance de Walter Tevis mantém o tom da série e termina com a mesma nota otimista. A cena do xadrez no parque está presente tanto no livro quanto na minissérie.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.