O Futuro de Supernatural: Por que Bloodlines não aconteceu?

Após o encerramento de “Supernatural” em 2020, muitos fãs se perguntaram se a história dos Winchesters realmente tinha chegado ao fim. Embora o spin-off “The Winchesters” tenha sido cancelado, rumores indicam que Sam e Dean podem estar retornando para mais aventuras.

No entanto, “The Winchesters” não foi a primeira incursão da franquia em spin-offs. Na nona temporada, Andrew Dabb, futuro showrunner da série, junto com o diretor Robert Singer, apresentou “Bloodlines”. Este episódio piloto pretendia lançar o spin-off “Supernatural: Bloodlines”, situado em Chicago.

+ Quer ganhar um teste de até 1 MÊS GRÁTIS DE STREAMING? CLIQUE AQUI e aproveite!

Sobre Bloodlines

O conceito de “Bloodlines” era intrigante. Sam e Dean descobrem uma conspiração de monstros na cidade, deixando-a aos cuidados de Ennis Ross, um jovem caçador. Este, por sua vez, visava derrubar as cinco famílias de monstros que controlavam Chicago.

Ennis seria acompanhado por David Lassiter, um metamorfo que buscava encerrar a guerra entre sua família e os lobisomens. O elenco diversificado e o cenário urbano ofereciam um potencial único para explorar histórias dentro do universo de “Supernatural”, abordando tramas românticas e elementos de terror para atrair um público jovem adulto.

Por que “Bloodlines” não aconteceu?

Andrew Dabb posteriormente admitiu que tentaram fazer algo muito diferente de “Supernatural”, e o conceito acabou não ressoando com os fãs. Os personagens não foram tão cativantes quanto Sam e Dean, e a trama não alcançou o impacto das temporadas iniciais da série original.

Embora “Bloodlines” tenha sido uma tentativa ousada de expandir o universo de “Supernatural”, acabou sendo um dos episódios mais criticados da nona temporada. A lição aprendida com essa experiência pode influenciar os planos futuros para a franquia, garantindo que qualquer retorno dos Winchesters seja fiel ao espírito e à essência que os fãs tanto amaram ao longo dos anos.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.