Quem pode morrer no final de The Walking Dead

O final de The Walking Dead chega no próximo domingo, dia 20, e os fãs estão malucos para saber quais personagens correm risco de vida

Atenção! O texto a seguir contém spoilers do final de The Walking Dead!

The Walking Dead chegará ao fim, no próximo domingo, dia 20, doze anos após os eventos iniciais da trama. Portanto, os fãs se despedem da jornada principal do universo criado por Robert Kirkman. Porém, novas histórias estão prestes a surgir. Com o iminente desfecho, o público vive sob a expectativa de quais personagens devem morrer ao final da trama.

Ao longo dos anos, The Walking Dead mudou a forma como compreende a morte. A série pareceu introduzir novos personagens a cada temporada apenas para salvar os protagonistas. Lá no início, ainda em Atlanta ou na fazenda do Hershel, a produção da AMC não protegia ninguém. Glenn e Abraham, na sétima temporada, e Carl, na oitava, marcaram as mortes dos últimos personagens principais.

Desde então, a série apresentou novos nomes com a intenção de poupar quem está no centro da trama. Por outro lado, alguns protagonistas deixaram The Walking Dead depois disso, como Rick, Michonne e Maggie. Contudo, nenhum deles morreu. Inclusive, a última retornou para a produção. Assim, há a expectativa de que alguns personagens importantes não escapem com vida dos eventos do final de The Walking Dead.

+ Quer ganhar um teste de até 1 MÊS GRÁTIS DE STREAMING? CLIQUE AQUI e aproveite!

Quem pode morrer ao final de The Walking Dead?

Vamos começar por quem está a salvo. Logo, podemos descartar os personagens que já garantiram uma série spin-off de The Walking Dead. Portanto, nomes como Maggie, Negan, Daryl, Michonne e Rick não devem morrer no último episódio da trama. Eles serão os responsáveis por conduzir o universo para novos rumos a partir de 2023.

Além deles, The Walking Dead apresenta outros protagonistas. Alguns, claro, com grau mais elevado de importância. São eles: Carol, Lídia, Ezekiel, Judith, Eugene, Aaron e Rosita.

Carol pode morrer em The Walking Dead?

Contudo, o mesmo não serve para outros personagens. Para começar, Carol está no centro das atenções. Talvez a figura com o maior desenvolvimento da série ao longo de todos os anos. Hoje, Carol é o verdadeiro sinônimo para The Walking Dead. Ela passou por todos os arcos possíveis. No início, sofria violência doméstica de um marido abusivo. Depois, perdeu a filha e precisou lidar com a dor do luto. Então, passou a se tornar uma mulher forte e disposta a tudo para salvar a vida do seu grupo. Por fim, alcançou um papel de política, com articulações em diferentes comunidades.

Para melhorar, a atriz Melissa McBride deixou a produção do spin-off com Daryl. Assim, abre margem para especular sobre uma possível morte da personagem. Contudo, há indícios que fornecem alguma segurança para ela. Afinal, Norman Reedus garantiu que a história entre Carol e Daryl não chegará ao fim com The Walking Dead.

Lídia pode ser a próxima vítima?

O 23º episódio de The Walking Dead criou um suspense em relação à Lídia. A filha da Alpha, antiga vilã da série, foi mordida por um walker enquanto tentava escapar de uma horda ao lado de Aaron e Jerry. Os dois até cortaram o braço na altura da infecção, mas a garota passou mal e pareceu lutar para sobreviver. Com zumbis ao redor de todo o local onde estão, será que ela sobreviverá ao ferimento? Assim, Lídia aparece como uma grande candidata a morte ao final de The Walking Dead.

Por outro lado, Aaron e Jerry também estão com ela. Mesmo sem ferimentos, ambos estão isolados em meio a uma horda de criaturas. O roteiro deu algumas sugestões sobre uma possível morte de Jerry. Contudo, Aaron parece estar seguro e com poucos indícios de uma despedida.

The Walking Dead pode matar alguma das crianças?

O final de The Walking Dead mostrou uma cena inesperada com Judith Grimes. Durante o conflito no centro de Commonwealth, a pequena Judith foi alvejada por soldados da cidade. Com isso, ela se torna uma das grandes candidatas a morrer no último episódio. Mas, será? Levar um tiro é uma espécie de ritual de passagem para a família Grimes. Afinal, Rick e Carl passaram pelo mesmo. Ou seja, não significa de forma clara que Judith possa ser a vítima ao final da série.

O filho de Maggie, Hershel, também está no centro das expectativas. O garoto pouco deu as caras ao longo da 11ª temporada, com poucos momentos de real importância. Contudo, os fãs mais atentos notaram sua ausência em fotos promocionais do spin-off entre Maggie e Negan. Assim, há uma especulação de que o jovem possa se despedir no final de The Walking Dead.

A grande questão, talvez, é que Hershel pode se tornar o fio condutor para introduzir a trama da produção derivada. Ou seja, o personagem pode não morrer. Mas, sim, ser levado para longe de Maggie. Rick Junior, filho de Michonne e Rick, não deve ser uma vítima. A criança quase nunca apareceu na trama. Matá-lo ao final seria apenas um choque barato, sem fins de roteiro.

O desfecho de Eugene e Rosita

Os últimos dois grandes protagonistas de The Walking Dead, Eugene e Rosita, dividem opiniões. O primeiro já revoltou o público em diversas ocasiões, enquanto a segunda não recebeu o mesmo desenvolvimento que outros personagens que antes eram secundários. Assim, ambos aparecem com possibilidades de morte ao final da trama.

Por fim, outros personagens também precisam de atenção. É o caso de Gabriel, Ezekiel, Princesa e Mercer. Os quatro parecem dispostos a se sacrificar para salvar outros nomes. O final de The Walking Dead deve, portanto, matar alguns desses personagens. Contudo, a maioria deve sobreviver para voltar ao universo no futuro.

Gostou do nosso conteúdo? Então, acompanhe a gente no Google News e não perca uma matéria do nosso site.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Você pode cancelar, se desejar. Aceitar