Migração de assinantes latinos para GloboPlay pode matar Netflix

A migração de assinantes latinos da Netflix para o GloboPlay acendeu um sinal de alerta na gigante dos streamings. Isso porque a empresa perdeu 350 mil assinantes na América Latina no primeiro trimestre. Curiosamente, o streaming da Globo cresceu no mesmo período, indicando a migração. Em suma, essa foi a única vez em uma década que a Netflix perdeu assinantes e isso irá gerar mudanças. A ideia é se tornar mais semelhante às concorrentes, como o GloboPlay. Entre as mudanças que se avizinham estão a demissão de estrelas, corte de custos de produções e lançamentos de planos mais baratos com publicidade.

Migração de assinantes latinos para GloboPlay pode matar Netflix

Essa migração de assinantes latinos representou um duríssimo golpe nas finanças da Netflix. Isso porque as ações da empresa registraram uma queda de 35% num único dia. Em suma, esse prejuízo fica mais evidente se compararmos o valor atual da empresa com o de apenas alguns meses atrás.

Em novembro, a Netflix valia quase 1,5 trilhão na moeda nacional. Hoje, a avaliação está em 500 bilhões de reais. A Netflix tem 222 milhões de assinantes em todo o mundo, sendo 39,61 milhões só na América Latina. Até o fim do ano passado, a empresa possuía 39,96 milhões no nosso continente.

Em suma, a queda de assinantes na América Latina foi maior que os 200 mil a menos no restante do mundo. E a explicação mais plausível para isso está nos altos preços da Netflix em associação a queda de poder aquisitivo do povo latino.

Ademais, a migração de assinantes latinos parece não ser um fenômeno isolado. É que há registros de queda de assinantes também em outros mercados. Nos Estados Unidos e Canadá, por exemplo, a migração para outros serviços começou ainda em 2021, após reajuste nos preços. No Reino Unido também houve retração.

LEIA TAMBÉM

Efeito GloboPlay

Em suma, inúmeros são os fatores que ajudam a explicar a queda de assinantes da Netflix na América Latina. Porém, o que mais chama atenção é o vertiginoso crescimento da GloboPlay no período.

Em fevereiro, a base de assinantes do streaming registrou um salto de 20% na comparação com o mesmo período do ano anterior. O BBB 22 por óbvio tem sua contribuição, mas não é o único motivo. Isso porque em 2021 o GloboPlay registrou alta de 74% na receita liquida em relação a 2020, mediante crescimento de 33% na base de assinantes. Ou seja, o crescimento é anterior à perda de assinantes da Netflix.

Enfim, curtiu a matéria?

Então, siga a gente no Google News. Além disso, convidamos você a nos seguir nas redes sociais TwitterInstagram e Facebook para ficar por dentro de tudo que rola no mundo das séries e filmes.