Netflix homenageia Marília Mendonça em Só se for por amor

Tempo estimado de leitura: 3 minutos

Uma das séries mais recentes da Netflix, Só se for por amor, que possui 6 episódios, foca no universo sertanejo. O streaming inclusive preparou um evento de pré-estreia para convidados no Villa Country, em São Paulo, com todos do elenco da produção presentes.

A série brasileira, criada por Luciano Patrick (Praia do Futuro) promete ser um grande sucesso, porém ela até tenta homenagear Marília Mendonça, só que não pegou muito bem, já que acontece um acidente bem semelhante com o qual vitimou a cantora. Portanto, no evento aconteceu um pocket show liderado pelos protagonistas Lucy Alves, Agnes Nunes e Filipe Bragança. O episódio piloto também foi exibido.

Confira abaixo a divulgação da Netflix de Só se for por amor no twitter.

A Trama de Só se for por amor

Em suma, Só se For por Amor começa ao redor de um megashow que o famoso cantor sertanejo Daniel Soh faria em um estádio de Goiânia. Chamado de “Astro da Sofrência”, o cantor é o mais popular do Brasil, porém não é tão reconhecido pela crítica.

Eva (Agnes Nunes), sai de Brasília escondida da família para prestigiar o show, a convite do próprio Daniel. O cantor gostou de uma música original que Eva mostrou para ele, e queria apresentá-la aos seus empresários.

Só que acontece uma tragédia com o astro, o avião particular que levava Daniel Soh ao show cai nos arredores de Goiânia, onde todos que estavam no voo morrem. Por alguns minutos, Só se For por Amor foca, então, no sofrimento dos fãs que perderam o ídolo cedo.

Morte de personagem é semelhante com a de Marília Mendonça

Ao ler a descrição e ao assistir Só se for por amor, não tem como não comparar a situação com a morte de Marília Mendonça, que completa 1 ano em novembro. A Rainha da Sofrência faleceu em um acidente aéreo em um avião particular, quando estava a caminho de um show no interior de Minas Gerais.

Assim como Daniel, ela era a cantora mais popular do país, abalou a todos com a tragédia e muitas homenagens foram e ainda estão sendo feitas. Envolvidos da produção alegam que não foi proposital a morte na trama, pois a produção já estava bem adiantada quando Marília morreu. Sendo assim, o roteiro de certa forma “previu” a morte trágica.

Porém, mesmo que as cenas já estivessem prontas, a tragédia que vitimou Daniel Soh poderia ser alterada antes do lançamento. Pois cenas do avião não são exibidas, somente mostra a notícia comunicada por um telejornal. Algo que parece simples de ser alterado, ainda mais por se tratar da Netflix que costuma ter grande investimento em suas produções.

Curtiu a matéria? Então veja outras notícias que você pode gostar de ler aqui: