“Maestro”: A Possível Virada de Bradley Cooper no Oscar

Bradley Cooper, um nome respeitado no cinema, tem vivido uma série de indicações ao Oscar sem conseguir a vitória. Apesar de ser reconhecido por sua incrível atuação em diversos filmes aclamados, o prêmio ainda não veio. “Maestro”, seu próximo filme, pode ser o divisor de águas na sua trajetória com a Academia.

Histórico de Bradley Cooper no Oscar

Desde sua primeira indicação em 2013, Bradley Cooper acumula nove indicações ao Oscar, um feito impressionante para qualquer ator. Esperava-se que, com esse número de indicações, ele já tivesse conquistado ao menos um prêmio, mas, surpreendentemente, isso ainda não aconteceu.

Entre suas indicações, Cooper concorreu como Melhor Ator por sua atuação em “O Lado Bom da Vida” (2013), “Sniper Americano” (2015) e “Nasce Uma Estrela” (2019). Além disso, recebeu uma indicação como Melhor Ator Coadjuvante por “Trapaça” (2014).

Quatro de seus filmes, incluindo “Sniper Americano”, “Nasce Uma Estrela”, “Coringa” (2020) e “O Beco do Pesadelo” (2022), foram indicados como Melhor Filme. Porém, nenhum deles venceu em suas respectivas categorias.

“Maestro”: Uma Promessa no Horizonte do Oscar

“Maestro” promete ser mais do que apenas um filme biográfico. No filme, Bradley Cooper dá vida a Leonard Bernstein, um dos maiores compositores de todos os tempos. O enredo foca intensamente no casamento de Bernstein, e, mesmo sem ter estreado, já é um dos filmes mais aguardados do ano.

A produção traz grandes nomes associados, incluindo Carey Mulligan e a direção do próprio Cooper. Além disso, tem como produtores figuras icônicas como Martin Scorsese e Steven Spielberg. O trailer do filme, que será lançado em dezembro na Netflix, já foi divulgado (confira abaixo). E assim, crescem as expectativas para uma possível mudança na sorte de Cooper no Oscar.

Apesar de “Maestro” parecer ser um forte concorrente ao Oscar, sua vitória não é garantida. É preciso lembrar que o filme ainda não estreou, e sua qualidade real ainda é desconhecida. Além disso, este parece ser um ano particularmente competitivo, com filmes como “Oppenheimer”, “Assassinos da Lua das Flores” e “Napoleão” também na corrida. A performance de Cooper como Bernstein pode garantir uma indicação, mas só o tempo dirá se ele conseguirá romper a “maldição” do Oscar.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.