House of the Dragon: Por que Aemond fez isso no 4º episódio da 2ª temporada?

Na segunda temporada de House of the Dragon, episódio 4, Aemond Targaryen tenta matar seu irmão, o Rei Aegon II Targaryen, numa reviravolta chocante com grandes ramificações futuras. Embora a série deixe incerto o destino de Aegon, é razoável presumir que ele não morre no final do episódio, mas ficará fora de ação por algum tempo. Há muito a se desempacotar sobre o que Aemond fez e por que ele fez isso.

+ Quer ganhar um teste de até 1 MÊS GRÁTIS DE STREAMING? CLIQUE AQUI e aproveite!

Aemond e a vingança contra Aegon

A preparação direta para a tentativa de Aemond matar Aegon veio no episódio anterior, quando o rei encontrou seu irmão em um bordel, deitado com Sylvi. Aegon foi rápido em zombar e tentar humilhar seu irmão, e isso acontecendo no único lugar onde Aemond claramente se permite ser vulnerável torna o momento particularmente prejudicial, deixando-o desejando vingança. No entanto, essa questão vai muito mais fundo e foi preparada desde que os dois personagens apareceram pela primeira vez.

A dinâmica entre Aegon e Aemond não era muito diferente na juventude. Aegon podia ser cruel com seu irmão mais novo, zombando incessantemente de sua falta de um dragão. Houve anos de insultos, desrespeitos e um ressentimento geral que culminaram nesse momento, com Aemond finalmente tendo a chance de se vingar de seu irmão mais velho.

Aemond acredita que ele, não Aegon, deveria ser rei

A tentativa de Aemond de matar Aegon não é motivada apenas por vingança, mas também porque ele realmente acredita que seria um rei melhor. Isso sempre foi claro – da mesma forma que ele acreditava que seria um marido melhor para sua irmã, Helaena.

Aemond nunca escondeu seus sentimentos em relação ao irmão e como ele é inadequado para governar os Sete Reinos de Westeros. Isso foi particularmente destacado na primeira temporada de House of the Dragon, episódio 9, quando Aemond teve que caçar Aegon para forçá-lo a assumir o Trono de Ferro.

Ações de Aemond no episódio 4 da 2ª temporada

O episódio 4 da segunda temporada serve como uma continuação disso, mas torna a diferença entre eles ainda mais evidente. É Aemond, não Aegon, que planeja a guerra com Criston Cole. É Aemond, não Aegon, que fala fluentemente Alto Valiriano.

E é Aemond, não Aegon, que voa para a batalha em seu dragão. Aemond não só pensa que deveria ser rei, mas está começando a agir como se já fosse, e se ele chegou a esse ponto, combinado com a sede de vingança, por que não tentar eliminar o problema?

Diferenças em relação ao livro Fire & Blood

A tentativa de Aemond de matar seu irmão é uma adição completamente nova que não acontece no livro Fire & Blood de George R.R. Martin. A Batalha em Rook’s Rest é um pouco mais direta no livro, com ambos, Aegon e Aemond, esperando como parte do plano, e eles usam seus dragões para atacar Rhaenys juntos.

Todos os três caem no chão, matando Rhaenys e Meleys, enquanto Aegon sofre ferimentos e queimaduras pelo corpo. Claro, é possível que essa seja apenas a versão oficial da história, e que a verdade foi encoberta.

Consequências para Aemond após a tentativa de assassinato

Aemond pode não ter sucesso em matar Aegon, mas ele consegue alcançar seu objetivo de chegar ao Trono de Ferro. No livro, os ferimentos de Aegon o deixam acamado por cerca de um ano, muitas vezes adormecido e precisando de leite de papoula.

Aemond toma a coroa, o Trono de Ferro, e governa como Príncipe Regente nesse período. Isso incluirá, eventualmente, ele e Cole reunindo um exército para marchar contra Daemon Targaryen e Harrenhal, embora isso possa não se desenrolar totalmente até a terceira temporada de House of the Dragon.

Os novos episódios de House of the Dragon são lançados aos domingos às 22h na HBO e Max.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.