Horizonte Profundo: Desastre no Golfo | Final Explicado do Filme

Horizonte Profundo: Desastre no Golfo mergulha nas profundezas de um desastre industrial aterrorizante e, ao mesmo tempo, presta homenagem emocionante aos que perderam a vida na plataforma. Dirigido por Peter Berg, este filme baseado em fatos reais adapta o artigo do New York Times “As Últimas Horas da Deepwater Horizon” para contar a história de um blowout e vazamento de petróleo ocorrido na plataforma móvel de perfuração em alto mar em 2010. Com um elenco estelar, incluindo Mark Wahlberg, Gina Rodriguez e Kurt Russell, o filme é elogiado por retratar com sensibilidade a luta da equipe para sobreviver em um dos piores desastres industriais de todos os tempos.

Quem Sobrevive ao Desastre do Horizonte Profundo: Desastre no Golfo

O desfecho de “Deepwater Horizon” encontra os trabalhadores da unidade offshore retornando para casa, se reunindo emocionados com suas famílias. No entanto, nem todos conseguiram retornar vivos. Um montagem de arquivo revela que 11 homens perderam a vida no desastre.

O filme presta homenagem aos falecidos exibindo suas fotos antes dos créditos, adotando uma abordagem semelhante à de Berg em “Patriots Day”. Entre os que faleceram estava Aaron Dale Burkeen, operador de guindaste e amigo próximo do protagonista de Wahlberg, Mike Williams, que se sacrifica para evitar que um guindaste em chamas atinja o restante da tripulação.

Alguém Enfrentou Acusações Criminais?

A história real por trás da explosão da Deepwater Horizon aponta para o erro humano como uma das principais causas. Donald Vidrine e Robert Kaluza são mostrados repetidamente ignorando as preocupações de segurança da equipe, o que leva à tragédia.

A montagem final revela que Vidrine e Kaluza enfrentaram acusações criminais por supervisão não profissional como gerentes da BP. Eles foram processados por 11 homicídios culposos em relação aos que morreram na explosão. No entanto, essas acusações foram eventualmente retiradas em 2015.

Como o Desastre Traumatizou Mike Williams?

A cena final é crucial para mostrar a mudança na personalidade de Mike Williams, interpretado por Mark Wahlberg. Apesar da bravura em sobreviver ao desastre, a experiência o deixa com desapontamento e melancolia.

Ao entrar em um hotel com os outros sobreviventes, ele é abordado por um pai preocupado procurando pelo filho. Fica implícito que o filho era um dos 11 membros mortos da tripulação de Mike. Tornando-se o portador da má notícia, Mike não tem resposta e tem um ataque de pânico.

O final humaniza o personagem principal, mostrando como um desastre pode deixar um trauma duradouro em um indivíduo. O montagem subsequente menciona como o verdadeiro Mike Williams nunca mais voltou ao mar e agora vive com sua família no Texas.

O filme abordou os atos corajosos de Williams. Mas também, o final captura o medo que ele sentiu, incluindo o transtorno de estresse pós-traumático (TEPT) e a culpa do sobrevivente.

O Derramamento de Óleo da Deepwater Horizon Foi o Pior Desastre de Petróleo na História dos EUA

O desfecho reitera que o derramamento de óleo tornou-se o pior desastre de petróleo na história dos Estados Unidos. O blowout durou 87 dias, despejando cerca de 210 milhões de galões de óleo no Golfo do México. Além das implicações sugeridas pelo filme, o desastre teve um impacto ambiental massivo, resultando na morte de milhares de mamíferos marinhos e tartarugas, além da contaminação de seu habitat.

Horizonte Profundo: Desastre no Golfo é uma história de sobrevivência humana contra todas as probabilidades, e o final testemunha isso com uma montagem trágica que se alinha perfeitamente com o tom sério do filme. Apesar de não ser particularmente feliz, o final oferece esperança ao mencionar o paradeiro na vida real dos sobreviventes como Mike Williams e Andrea Fleytas, que têm uma nova chance de recomeçar.

Ao mesmo tempo, há um foco adequado nos que se foram, com seus rostos e nomes mencionados antes dos créditos. Este obituário torna o final de Horizonte Profundo: Desastre no Golfo mais completo e respeitoso.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.