Como Noriko Ōishi sobreviveu em Godzilla Minus One?

Takashi Yamazaki, diretor de “Godzilla Minus One”, revelou detalhes intrigantes sobre o mistério em torno do pescoço de Noriko Ōishi, interpretada por Minami Hamabe. Nos momentos finais do blockbuster de Kaiju, é revelado que a personagem sobreviveu de alguma forma à devastadora explosão nuclear de Godzilla. E mais, ela ficou apenas com uma estranha marca negra no pescoço.

Durante o Godzilla Fest em Osaka, Yamazaki confirmou ao público que essas marcas são, na verdade, células regenerativas pertencentes à criatura atômica, validando uma teoria de fãs. Essas células, conhecidas como G-cells, levantam muitas questões sobre o futuro da personagem e possivelmente da própria franquia.

+ Quer ganhar um teste de até 1 MÊS GRÁTIS DE STREAMING? CLIQUE AQUI e aproveite!

Implicações das Células G em Noriko Ōishi

A presença das células G em Noriko Ōishi pode abrir inúmeras possibilidades para uma sequência potencial de Godzilla Minus One. Olhando para o filme “Godzilla vs Biollante” (1989), lançado pela Toho, podemos imaginar o que essas células podem fazer.

No filme, um cientista combina células de sua filha falecida com um broto de rosa e uma pequena parte de Godzilla, criando o monstruoso Biollante. Mais tarde, as células G de Biollante colidem com um buraco negro, dando origem ao SpaceGodzilla.

A Possibilidade de uma Sequência

Em conversa com a Empire Magazine, Yamazaki expressou sua curiosidade sobre o futuro de Noriko Ōishi e do piloto Kōichi Shikishima. E então, sugeriu que a história deles pode não ter acabado:

“Certamente gostaria de ver como seria a sequência. Sei que a guerra de Shikishima parece ter acabado e alcançamos um estado de paz e calma – mas talvez seja uma calmaria antes da tempestade, e os personagens ainda não foram perdoados pelo que lhes foi imposto”, disse ele.

No entanto, Yamazaki também aborda uma preocupação com a ideia de Godzilla batalhando contra outras criaturas. Ele acredita que, ao focar em batalhas massivas de kaiju, é fácil desviar a atenção do componente dramático humano, que é fundamental para o sucesso do filme.

“Godzilla Minus One” já está disponível na Netflix, permitindo que os fãs mergulhem no mistério e nas repercussões das células regenerativas de Godzilla. O que essas células significarão para Noriko Ōishi e para o futuro da série ainda está em aberto, mas certamente adicionará uma camada fascinante à já complexa narrativa.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.