Garoto Devora Universo: História Real Por Trás da Série

A tão aguardada adaptação para a Netflix do best-seller australiano Garoto Devora Universo, escrito por Trent Dalton, chegou na Netflix. Ambientada na Brisbane dos anos 1980, a série de oito partes promete uma narrativa épica de amadurecimento. A trama mistura magia e inocência juvenil com a dura realidade do mundo adulto. No entanto, o que torna essa história mais intrigante, é a conexão com experiências reais do autor, que moldaram os personagens e eventos da trama.

+ Quer ganhar um teste de até 1 MÊS GRÁTIS DE STREAMING? CLIQUE AQUI e aproveite!

Garoto Devora Universo se inspira na realidade?

A série segue a vida de Eli Bell, um garoto de 12 anos que cresce em um ambiente caótico. Ele vive com um padrasto traficante de heroína, uma mãe viciada e um irmão mudo. O que muitos espectadores podem não saber é que Dalton baseou alguns elementos dessa história icônica em suas próprias experiências de infância.

Em uma entrevista ao Townsville Bulletin, o autor revelou que teve dois modelos masculinos pouco convencionais durante sua juventud. O seu padrasto era criminoso e o amigo da família Arthur “Slim” Halliday, era um assassino condenado. Essas figuras complexas e sombrias inspiraram parte do universo fictício de Eli Bell.

O Contraste entre Aparências e Realidades

Trent Dalton cresceu na década de 1980, conhecendo “Slim” como uma figura paterna calorosa e amigável, apesar de seu passado violento. A série reflete a dualidade que Dalton vivenciou na infância, onde aqueles que ele mais amava eram simultaneamente criminosos atormentados por um passado obscuro. O autor compartilha que seu padrasto, uma figura imponente com músculos tensos e tatuagens, foi o primeiro homem que ele verdadeiramente amou.

No entanto, enquanto elementos da história têm raízes nas experiências pessoais de Dalton, muitos aspectos são produtos de sua imaginação. A trama gira em torno de um telefone vermelho rotativo retrô, uma lembrança real da infância do autor, mas transformada em um ponto crucial da narrativa, localizado em uma sala subterrânea misteriosa.

A série, assim como o romance que a inspirou, habilmente mistura realidade e fantasia para criar uma trama envolvente. Muitos dos surpreendentes e inesperados acontecimentos na história são completamente fictícios. A habilidade de Dalton em mesclar elementos reais com sua imaginação contribui para a complexidade e fascínio dessa narrativa.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.