Gambit não vai retornar em X-Men ’97; Entenda

Quando os fãs pensavam que Gambit poderia retornar em X-Men ’97, a Marvel lançou uma reviravolta na viagem no tempo. Embora o estúdio ainda não tenha apresentado sua própria equipe X-Men em live-actio, ele explorou a nostalgia com o revival aclamado da amada série animada X-Men: The Animated Series no Disney+. X-Men ’97 rapidamente se tornou uma sensação, elogiada por ser uma das melhores adaptações dos X-Men fora dos quadrinhos.

Ao contrário dos filmes da Fox, onde Wolverine dominava os holofotes, a série animada se destaca por dar a cada personagem a devida atenção. Um desses destaques foi Gambit, cuja morte trágica no massacre de Genosha (episódio 5) deixou os fãs de coração partido. No entanto, com as novas regras de viagem no tempo da Marvel, o retorno de Gambit parece improvável, tanto para o restante desta temporada quanto para a 2ª temporada.

+ Quer ganhar um teste de até 1 MÊS GRÁTIS DE STREAMING? CLIQUE AQUI e aproveite!

A Nova Abordagem da Viagem no Tempo

Cable, um personagem conhecido por suas façanhas de viagem no tempo, introduz o conceito de “pontos absolutos no tempo” em X-Men ’97. Sendo assim, certos eventos são fixos e imutáveis, caso contrário, toda a linha do tempo poderia se desfazer. What If…? mostrou as consequências desastrosas de manipular pontos absolutos no episódio do Doutor Strange da 1ª temporada, onde suas tentativas de salvar Christine Palmer levaram à destruição de seu universo.

Embora X-Men ’97 use o mesmo termo, ele apresenta uma interpretação diferente. Cable explica seus fracassos repetidos para impedir o massacre de Genosha. Toda vez que ele tenta viajar de volta para aquele momento, ele é puxado para fora, como mostrado no episódio 5 – quando é enviado de volta ao futuro após encontrar sua mãe, Madelyne Pryor. O showrunner da série, Beau DeMayo, confirmou no Twitter que a explicação de Cable estabelece Genosha como um ponto absoluto – um evento fixo que não pode ser alterado pela viagem no tempo.

O Massacre de Genosha e a morte de Gambit

Com base nesta nova definição de pontos absolutos, a morte de Gambit parece permanente. Uma teoria popular para seu retorno em potencial dependia da presença de Cable em Genosha. No entanto, a incapacidade de Cable de mudar o passado condena Gambit, Madelyne Pryor e incontáveis ​​outros mutantes a um destino permanente. Esta notícia sem dúvida decepcionará os fãs, especialmente considerando que o personagem de Gambit finalmente recebeu um tratamento adequado após retratos medíocres em filmes live-action.

No entanto, alguns podem argumentar que manter a morte de Gambit é a decisão certa. Foi inegavelmente um dos momentos mais impactantes e emocionais em qualquer série da Marvel. Logo, desfazê-lo diminuiria seu sacrifício – uma tentativa heróica de parar o Sentinela e salvar o máximo de mutantes possível. Além disso, X-Men ’97 já ressuscitou dois personagens principais – Professor X e Magneto – o que eleva as apostas de que Gambit deve permanecer morto.

X-Men ’97 e o Multiverso MCU: Uma Teia Emaranhada?

Uma cena em X-Men ’97 mostrava uma exibição na frente de Cable que lembrava a Linha do Tempo Sagrada do MCU (pré-final da 2ª temporada de Loki). Isso gerou especulações sobre se X-Men ’97 existia dentro do multiverso MCU. O showrunner Beau DeMayo minimizou essa teoria, sugerindo que era simplesmente um empréstimo de iconografia familiar para simplificar o conceito de pontos absolutos para os espectadores.

DeMayo esclareceu que X-Men ’97 usa pontos absolutos para evitar a introdução de um novo conceito e alavancar o conhecimento existente do público. No entanto, ele reconheceu algum grau de crossover com o MCU, vendo X-Men ’97 como “sua própria árvore vizinha” ao MCU, com o potencial para “algumas folhas de uma árvore se misturarem com outra em algum ponto”. Enquanto a morte de Gambit parece definitiva, a conexão com um conceito MCU dentro de X-Men ’97 é um desenvolvimento intrigante.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.