Final Explicado de Hierarchy: Quem matou In Han?

Hierarchy, o K-drama da Netflix repleto de mistérios, traz uma trama sobre hierarquia social, segredos obscuros e a impactante revelação do responsável pela morte de In Han. Conheça Kang Ha, um bolsista aparentemente comum que chega ao luxuoso Colégio Jooshin. Em meio a estudantes de famílias ricas e poderosas, há um segredo que ele está determinado a desenterrar.

Os alunos mais populares, Jae-yi, Ri-an, He-ra e Woo-jin, se tornam alvos de Kang Ha em sua busca por justiça pela morte de seu irmão. A dinâmica do colégio entra em caos quando a elite precisa responder por seus crimes. Alerta Spoiler!

+ Quer ganhar um teste de até 1 MÊS GRÁTIS DE STREAMING? CLIQUE AQUI e aproveite!

Quem matou In Han?

A professora Ji-soo, do Colégio Jooshin, é a culpada pelo atropelamento e morte de In Han. Ela cometeu o crime para encobrir seu relacionamento inapropriado com Woo-jin.

Inicialmente, somos levados a acreditar que Jae-yi e Ri-an estão envolvidos na morte de In Han. Sendo bolsista e amigo de Jae-yi, In Han sofria bullying constante. Ri-an, popular e apaixonado por Jae-yi, permitia que seus amigos o atormentassem.

Kang Ha entra na escola como bolsista para descobrir a verdade. Ele se aproxima de Jae-yi e desenvolve sentimentos por ela, enfurecendo Ri-an. O relacionamento conturbado de Jae-yi e Ri-an leva ao término, mas o motivo só é revelado mais tarde.

A presença de Kang Ha perturba a ordem social do colégio. No quarto episódio, descobrimos que ele é irmão gêmeo de In Han, fato desconhecido por todos devido à separação dos irmãos na infância.

A narrativa nos leva a crer que Jae-yi matou In Han por saber da gravidez dela com Ri-an. No entanto, a revelação sobre o aborto de Jae-yi descarta essa hipótese.

A Verdade Revelada

Woo-jin e Ji-soo mantinham um relacionamento inadequado entre professor e aluno. No início do romance, Ji-soo queria parabenizar Woo-jin pelo aniversário.

Esse mesmo dia coincide com o bullying sofrido por In Han na festa, testemunhado por Jae-yi. Ao fugir, In Han flagra Woo-jin e Ji-soo em uma situação comprometedora.

Woo-jin diz que resolveria o problema, mas Ji-soo persegue In Han para silenciá-lo. Descontrolada, ela atropela In Han com seu BMW e percebe que a caneta dele, na verdade, era uma câmera que gravou tudo.

Naquele momento, Woo-jin desconhecia a gravidade da situação. Ele sabia apenas que Ji-soo pegou seu carro e se envolveu em um acidente, e acobertou a professora para proteger seu pai, um político influente.

Confissões e Repercussões

Em conversa sincera com Jae-yi, Woo-jin revela tudo e como descobriu a verdade através da caneta gravada de In Han.

Ji-soo é chamada à diretoria. Seu relacionamento secreto é exposto por um vídeo de Woo-jin, mas para preservar a imagem da escola, sugerem que ela peça demissão. O diretor, cúmplice de Ji-soo o tempo todo, também prefere varrer o caso para debaixo do tapete.

Woo-jin entrega a caneta com a gravação para Jae-yi, e Kang Ha a utiliza como prova contra Ji-soo, finalmente entregando o caso à polícia. A professora é presa por assassinato.

O final de Hierarquia mostra todos os personagens enfrentando as consequências de seus atos. Ri-an confessa seu envolvimento no bullying, e o aborto de Jae-yi se torna público. Apesar disso, eles reatam o romance e juntos enfrentam a situação.

Jooshin volta à normalidade, porém com uma nova dinâmica. Kang Ha vinga a morte de seu irmão. Jae-yi decide largar a vida conturbada com o pai abusivo e recomeça ao lado da mãe.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.