Final explicado da 4ª temporada de Succession

O final da 4ª temporada de Succession enfim chegou ao catálogo da HBO Max. No último domingo, espectadores de todo o mundo puderam acompanhar a despedida de uma das séries mais marcantes dos últimos anos. Portanto, a produção fechou todas as pontas soltas que ficaram para trás.

Succession conseguiu deixar o nicho de negócios para alcançar o público geral. A cada episódio, a produção comprovou de que forma a HBO estabeleceu novos recordes de audiência a nova semana. Ao longo dos anos, a sátira familiar da HBO recebeu 25 indicações no último Emmy, em 2021, com 14 nomeações referentes à atuação, o maior número da história para uma única série.

O episódio final de Succession, portanto, revelou o verdadeiro sucessor a assumir o cargo de CEO da Waystar Royco. Com muitas reviravoltas, traições e mentiras desde o início, quem ficou com o lugar de Logan Roy?

ATENÇÃO: O conteúdo abaixo, contém spoiler!

O final de Succession permitiu que Shiv (Sarah Snook) e Kendall Roy (Jeremy Strong) liderassem a corrida para o cargo de CEO da Waystar Royco. Ao longo da trama, ambas as partes foram atrás de votos para compor a maioria. O irmão isolado da família, Roman (Kieran Culkin), poderia ser o grande ponto de desempate entre eles.

Ao mesmo tempo, Lukas Matsson avaliou a possibilidade de outra pessoa assumir o posto de CEO da empresa. Assim, ele oferece a Tom Wamsgans (Matthew Macfadyen) o cargo. Algo que surpreendeu a todos. A decisão de Lukas também, portanto, revolta entre os irmãos Roy.

Em Succession, Shiv e Kendall uniram forças para impedir a conclusão do processo de venda da Waystar Royco para Matsson. Mesmo ao final, e de forma improvável, os três irmãos criaram uma aliança e definiram que Kendall ficaria como CEO da companhia caso conseguissem impedir a aquisição.

Para aprovar a compra da Waystar Royco, Matsson precisava da maioria. Contudo, o voto final caiu no colo de Shiv. Ela precisou de um tempo para assimilar toda a situação. Os irmãos, enfim, correram para implorar o voto final e manter o controle da empresa. Mas Shiv olhava também para o marido, Tom, que poderia ser o CEO.

Por fim, o passado da família Roy pesou pela decisão final do CEO em Succession. As lembranças fizeram Shiv votar a favor da aquisição, abrindo mão da empresa para Lukas Matsson. Ao final da série, portanto, Tom assumiu o cargo de CEO da Waystar Royco.

Por que Lukas escolheu Tom como CEO da Waystar Royco?

A decisão de Lukas em entregar o cargo de CEO a Tom surpreendeu a todos durante o final da 4ª temporada de Succession. Até então, boa parte do público imaginava que Shiv seria a escolhida para o desfecho da série. Contudo, a manipulação política fez Lukas optar por Tom.

Em uma charge, o personagem viu uma sátira em torno do casal. Shiva aparecia controlando Tom por cordas, como se fosse uma marionete. Assim, ele optou por alguém fácil de controlar. Uma pessoa que fosse maleável e mansa. O teste final, portanto, aconteceu quando Matsson confidenciou para Tom que queria transar com a própria esposa dele.

Por que Shiv mudou o acordo em Succession?

A partir da decisão de Tom, os três irmãos Roy organizaram um plano para tentar impedir a venda da Waystar Royco. Era a única forma de impedir que Tom se tornaria o CEO da empresa. Para isso, eles precisavam formar a maioria para votar “não” para a venda por Mattson.

Algo que conseguiram, inclusive. Ao final, sobrou para Shiv definir quem poderia ser o CEO da Waystar Royco. Só que, ao final de Succession, ela optou por votar a favor de Mattson e contra o irmão Kendall. Mais uma vez, a personagem colocou a razão a frente da emoção. Ela sabia que Kendall não tinha a mínima condição de realizar o trabalho. Ao mesmo tempo, ele iria colocá-la para fora da empresa na primeira oportunidade que surgisse.

Com Tom a frente da Waystar, Shiv ainda poderia ter certo controle sobre a empresa do pai. Portanto, deixou as diferenças de lado e ajudou Mattson a concluir a aquisição. Um duro golpe para a relação conturbada entre os três irmãos.

O final de Succession: como cada personagem acaba?

Com a sucessão definida, o final de Succession revela passos diferentes para cada um dos irmãos. Em suma, Shiv ainda mantém-se na empresa ao lado de Tom. Roman concordou com a irmã, aceitando a derrota para tentar reconfortar o que sobrou da família.

Depois de perder a companhia, Kendall caminha até um rio. Ele pode não ter morrido ao final de Succession, mas toda a situação o deixou perdido e sem rumo ao final de tudo. Ou seja, cada um dos personagens ficou como o próprio pai.

Por fim, Succession sempre foi uma série sobre família e de que forma os traumas geracionais podem ser destrutivos. O final da série também revela como os ciclos estão dispostos a serem repetidos. Roman ficou fraco e sem poder de reação, Shiv está em um casamento infeliz apenas por negócios e Kendall perde tudo. Todos obtiveram os mesmos resultados que Logan Roy teve em sua busca por poder.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.