Felicity Huffman Retorna à Televisão em “Criminal Minds: Evolution”

Felicity Huffman está fazendo um retorno marcante à televisão, assumindo um papel recorrente na próxima temporada de “Criminal Minds: Evolution”. Ela interpretará a Dra. Jill Gideon, ex-esposa do líder original da série, Jason Gideon, trazendo um toque de familiaridade para os fãs de longa data do drama policial.

Conforme relatado pelo Deadline, Huffman fará uma participação especial na iminente segunda temporada da série, programada para ser lançada ainda este ano no Paramount+. Enquanto a Unidade de Análise Comportamental busca desvendar o enigma “Gold Star”, mencionado no final da última temporada, eles se deparam com a necessidade da especialização de Gideon em psiquiatria biológica.

Apesar de sua hesitação inicial devido ao passado doloroso com a equipe, ela acaba reconhecendo que pode ser a chave para deter a mais recente ameaça enfrentada pela BAU. Além disso, este será um dos primeiros trabalhos de Huffman desde seu envolvimento no escândalo “Varsity Blues” de 2019, que expôs um esquema de suborno por parte de pais ricos para garantir a admissão de seus filhos em universidades de prestígio, escândalo que também afetou a atriz Lori Laughlin.

+ Quer ganhar um teste de até 1 MÊS GRÁTIS DE STREAMING? CLIQUE AQUI e aproveite!

Felicity Huffman: Um Retorno Aguardado

Huffman admitiu sua culpa por fraude, recebendo uma sentença de 14 dias de prisão, além de uma multa de 30 mil dólares e 250 horas de serviço comunitário. Ela retomou a atuação em um episódio de “The Good Doctor” em 2023, que serviria como piloto para um spin-off, “The Good Lawyer”, que a ABC cancelou ainda em desenvolvimento.

Por outro lado, quando “Criminal Minds” estreou em 2005, Mandy Patinkin dava vida a Jason Gideon, líder da Unidade de Análise Comportamental. Gideon era divorciado e sua ex-esposa, embora mencionada, nunca apareceu em cena, assim como o filho do casal, Stephen. O próprio Patinkin, incomodado com o conteúdo sombrio da série, decidiu deixá-la após os dois primeiros episódios da terceira temporada, levando à saída de Gideon, que perdeu a confiança em suas habilidades e renunciou ao FBI.

Ademais, Joe Mantegna assumiu o papel deixado por Gideon como David Rossi. E então, os roteiristas eliminaram o personagem de Patinkin fora da tela no episódio “Nelson’s Sparrow” da 10ª temporada, assassinado pelo serial killer Donnie Malick (Arye Gross). O episódio também apresentou o filho de Gideon e Jill, Stephen, interpretado por James Lentzsch.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.