Teoria: Marvel indica falha do Multiverso em Loki

Espectadores de todo o mundo notaram algo relevante durante o mais recente trailer da 2ª temporada de Loki, próxima série da Marvel a estrear no Disney+. Algo, inclusive, que despertou comparações com o que a Sony fez em Homem-Aranha: Através do Aranhaverso.

Em suma, Tom Hiddleston retornou ao papel de Loki pela primeira vez no Disney+ com a estreia da série que leva como título o nome do personagem. Em 2021, estrelou a produção ao lado de Sophia di Martino, Owen Wilson, Gugu Mbatha-Raw e Jonathan Majors. Por outro lado, Loki também apresentou conceitos que ajudam na evolução da Saga do Multiverso, atual grande arco do MCU.

Abaixo, portanto, assista ao trailer mais recente da 2ª temporada de Loki.

Teoria diz que Marvel trará falha do Multiverso para Loki

Os olhares mais atentos puderam perceber as falhas do Multiverso durante o trailer da 2ª temporada de Loki. Por conta das cenas, portanto, muitos espectadores acreditam que a Marvel, pela primeira vez, irá mostrar as consequências das viagens multiversais.

Ao longo do MCU, diversos personagens realizaram viagens pelo Multiverso. A maior parte deles saiu ileso. Algo diferente do que aconteceu com Miles Morales, no Aranhaverso da Sony, por outro lado. O personagem precisou responder pelas próprias atitudes, sendo alvo de perseguição por centenas de versões entre pessoas-aranhas.

Enfim, as falhas do Multiverso que aparecem no trailer da 2ª temporada de Loki indicam que a Marvel está disposta a introduzir este arco ao personagem. Ao final da primeira temporada, Loki derrotou Aquele Que Permanece e alterou de forma permanente a linha do tempo. Assim, criou inúmeras possibilidades livres que antes eram proibidas pela TVA.

Série também pode acabar com a redenção do personagem

Outra teoria diz que a 2ª temporada de Loki pode encerrar o arco de redenção do personagem-título. A sinopse mais recente da trama sugere uma jornada emocionante e preocupante para o anti-herói. Algo que pode colocar em risco toda a jornada de redenção pelo qual o herói passou desde que estreou no MCU em 2011 com o filme ‘Thor’.

Loki navega em um multiverso em constante expansão e cada vez mais perigoso em busca de Sylvie, Juiz Renslayer, Miss Minutes e a verdade sobre o que significa possuir livre arbítrio e propósito glorioso”, revela a sinopse oficial da série.

Em suma, a prévia indica que os anos de vilania de Loki aconteceram por causa da falta de livre arbítrio do universo da Marvel. Durante a primeira temporada, a série estabeleceu que Kang, o Conquistador (Jonathan Majors) era o responsável por garantir a segurança da linha do tempo principal.

Portanto, o antagonista não permitia que nenhum evento não programado acontecesse. Com a sinopse da 2ª temporada, Loki promete encontrar uma nova jornada a partir das próprias decisões. Caso a série invista neste conceito, o personagem precisaria ser um vilão para cumprir com o seu papel dentro do MCU.

Qual o problema com esta jornada, afinal? Simples. Se Loki sempre foi obrigado a ser vilão, ele não necessariamente era uma pessoa ruim. Não sendo uma pessoa ruim, o protagonista da série sequer precisava de um arco de redenção (que aconteceu em Thor: Ragnarök e Vingadores: Guerra Infinita).

Por fim, a série ameaça revelar que Loki nunca foi o responsável pelos problemas que criou. Um caminho que pode parecer interessante para a trajetória do MCU. Contudo, um tanto perigoso caso a produção não amarre muito bem todas as pontas soltas.

A 2ª temporada de Loki estreia no dia 6 de outubro de 2023 no catálogo do Disney+.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.