Revelações e Reviravoltas: O Drama por Justiça em Velozes e Furiosos

No universo dos Velozes e Furiosos, a busca por justiça nem sempre segue um caminho claro. Han Lue, um dos personagens mais cativantes desde sua estreia em “Velozes e Furiosos: Desafio em Tóquio”, teve seu destino alterado por uma série de reviravoltas narrativas. Ao mesmo tempo em que sua morte chocante impulsionou a trama de filmes posteriores, a franquia cometeu um grande erro ao não conceder a Han a justiça que ele merecia.

A Resurreição de Han e a Busca por Vingança: O Que Faltou?

Em um momento surpreendente, foi revelado em 2021 que Han estava vivo, e que sua morte havia sido encenada com a ajuda de Mr. Nobody em “F9”. Os fãs esperavam ansiosamente por sua vingança contra Deckard, mas isso nunca aconteceu de forma satisfatória.

Em um dos momentos mais decepcionantes da série, o vilão que tirou a vida de um dos personagens mais queridos foi acolhido no grupo de braços abertos. Até ganhou um filme spin-off com “Velozes & Furiosos: Hobbs & Shaw”. Esse foi um dos maiores equívocos da franquia “Velozes e Furiosos”, e agora, outro personagem parece destinado ao mesmo destino.

Justiça Incompleta para Elena: Uma História Repetida

Em “Velozes e Furiosos 10”, Han finalmente se depara com Deckard, conseguindo, de alguma forma, perdoá-lo e até trabalhar em conjunto. No entanto, no mesmo filme, outro erro idêntico ocorre.

Em “Velozes e Furiosos 8”, Cipher ordena a morte de Elena, mãe do filho de Dom e irmã biológica de Isabel, apresentada no elenco de “Velozes 10”. Entretanto, o filme faz parecer que Cipher não representa uma ameaça real para a equipe.

A Transformação de Cipher: Uma Reviravolta Inesperada

Cipher se revela puramente maligna em “Velozes e Furiosos 8”. Contudo, em “Fast 10”, ela procura ajuda de Dom após um encontro com Dante Reyes e acaba formando uma aliança com a equipe.

Embora ela e Letty tenham uma breve altercação, rapidamente aprendem a confiar uma na outra. No final do filme, Cipher parece ter se tornado uma integrante plena da família. Isso desrespeita completamente a memória de Elena, ecoando o que aconteceu com Han e Deckard.

O Futuro de Elena: Uma Possibilidade Difícil de Aceitar

O papel de Isabel em “Velozes 10” foi pequeno. Porém, é evidente que ela deve ter um papel de destaque em “Velozes e Furiosos 11” e nas sequências seguintes. Isabel e Cipher podem não ter se encontrado ainda, mas se ambas forem membros da equipe, certamente irão se confrontar.

Nesse momento, Isabel provavelmente buscará vingança pela morte de sua irmã. É impensável que Isabel queira trabalhar com a mulher que tirou a vida de sua irmã. No entanto, Dom estava disposto a trabalhar com o monstro que tirou a vida da mãe de seu filho e até ameaçou Little B.

Conclusão: Desafios à Vista para a Franquia Velozes e Furiosos

A franquia Velozes e Furiosos tem o hábito de revisitar as mortes dos personagens. Porém, a volta de Elena seria mais complicada do que qualquer outra. Dom testemunhou a morte de Elena, o que torna ainda mais difícil justificar seu retorno.

Se ela estivesse viva, Dom teria conhecido sua verdadeira sorte desde o início. Isso alteraria drasticamente a narrativa. Uma retificação desse nível seria impossível de explicar, levantando dúvidas sobre por que Cipher e Dom orquestrariam tal farsa. Com poucas testemunhas na sala quando Elena é morta, não haveria motivo para tal engano.

Com o retorno de Gisele e possíveis surpresas no horizonte, “Velozes e Furiosos 11” enfrenta um desafio ainda maior ao lidar com a questão da justiça para Elena. Enquanto a trama se desenrola, resta esperar que a franquia aprenda com os erros passados e dê aos personagens o destino que merecem. Afinal, justiça é o combustível que impulsiona a saga dos Velozes e Furiosos.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.