Doctor Who: Vilã clássica retorna após 40 anos na 14ª temporada

Doctor Who, a adorada série de ficção científica, promete uma grande trama na sua 14ª temporada, ao revelar o retorno de uma vilã clássica 40 anos após sua última aparição. Nesse contexto, a série surpreendeu seus fãs com um novo webisódio intitulado “The Passenger”, escrito por Pete McTighe, que aparentemente se passa após os eventos de “The Power of the Doctor”.

A série clássica da BBC acaba de ressuscitar um de seus vilões mais icônicos, Mara, uma entidade maligna que vive nos chamados “Lugares Escuros do Interior”, revelada no webisódio lançado online. A personagem Tegan, interpretada por Janet Fielding, é o foco principal desse webisódio, que a reúne com Nyssa (Sarah Sutton) após uma misteriosa convocação a um parque de diversões assustador e uma caixa azul de aparência familiar.

Mara, que se manifestou na mente de Tegan durante sua visita a Deva Loka no episódio “Kinda”, retorna agora com um plano macabro. Embora suas formas físicas tenham sido destruídas, ela continua viva na mente de Tegan, usando a verdadeira Nyssa e a verdadeira TARDIS como um truque para tentar Tegan a se juntar a ela mais uma vez, para assim adquirir a forma física que desesperadamente precisa.

A Permanência de Mara na Mente de Tegan

O retorno de Mara em “The Passenger” não apenas revigora o suspense da trama, mas também acrescenta uma nova dimensão à história de Tegan. A presença contínua de Mara na mente de Tegan, confirmada pela primeira vez no cânone na tela, traz à tona as lutas internas de Tegan, que são simbolicamente representadas pela influência constante de Mara.

O webisódio também revela que Tegan pode controlar essa influência nefasta, dando-lhe algumas palavras de advertência no espelho depois que ela acorda de seu sonho. Tal situação é uma afirmação dos grandes sucessos de Tegan, ao mesmo tempo em que usa Mara como uma metáfora comovedora para a depressão.

As Memórias Trágicas de Tegan e a Inevitável Influência de Mara

No decorrer do webisódio, Tegan, tragicamente, reflete que se arrepende de não ter apreciado mais seu tempo na TARDIS. Ao longo da era do Quinto Doutor, Tegan expressou constantemente o desejo de voltar ao aeroporto de Heathrow para retomar seu trabalho como aeromoça, uma lembrança trazida à tona pelo Décimo Primeiro Doutor de Matt Smith em “The Crimson Horror”.

Apesar desses anseios e arrependimentos, Tegan tem motivos suficientes para o lamento, visto que teve que enfrentar o assassinato de sua tia Vanessa, um massacre de Dalek, a posse de Mara e a morte de Adric (Matthew Waterhouse). E é exatamente esse o cerne da tragédia – mesmo com todas as suas resiliências e sucessos, Tegan não conseguiu escapar de Mara.

O Futuro de Tegan e a Possível Revanche com o Décimo Quinto Doutor

Considerando-se que o Décimo Quarto Doutor (David Tennant) volta à vida de Donna Noble (Catherine Tate) para, esperançosamente, consertar seu destino trágico, resta-nos a expectativa se o Décimo Quinto Doutor, interpretado por Ncuti Gatwa, poderá finalmente libertar Tegan de Mara.

O retorno de Mara sugere que ainda há uma história para ser contada sobre Tegan em Doctor Who. Com a Mara ainda dentro de seu subconsciente, existe a possibilidade de que ela se manifeste fisicamente em algum momento no futuro, seja por Tegan sucumbir à tentação ou por ser sequestrada por um fanático religioso que deseja libertar o espírito caótico de Mara.

Seria então uma oportunidade para o Décimo Quinto Doutor ajudar Tegan a banir Mara de sua mente de uma vez por todas, trancando-a de volta nos “Lugares Escuros do Interior”. A torcida dos fãs, agora, é para ver como essa reviravolta vai se desdobrar na 14ª temporada de Doctor Who.