Daisy Jones & The Six: O que a série mudou do livro?

Há algumas diferenças entre o livro e série de Daisy Jones & The Six. Algumas mudanças foram adicionadas para a adaptação da série, apesar de não interferirem tanto na narrativa. Lembrando que de 10 episódios, 3 foram lançados na quinta-feira, 02, no Amazon Prime Video. Então, poderão acontecer ainda mais mudanças.

Em suma, a série é baseada no best-seller da escritora Taylor Jenkins Reid, trazendo em formato de série documentário a história de uma banda fictícia de sucesso dos anos 70. Que retorna após 20 anos para contar sobre o motivo da separação e bastidores da época. Mas, mesmo não se tratando de uma trama real, as músicas são originais e os próprios atores cantam e tocam instrumentos.

No entanto, o enredo aborda o processo da banda desde o seu início, as relações interpessoais entre os integrantes. Além dos motivos que levaram à separação do grupo no auge do sucesso.

Para criar a história de Daisy Jones & The Six, Taylor Jenkins Reid se inspirou em experiências da adolescência. E também em performances da banda Fleetwood Mac na TV. Enfim, confira abaixo as diferenças entre o livro e série de Daisy Jones & The Six.

Lançamentos do Prime Video em março de 2023.

Diferenças entre o livro e série Daisy Jones & The Six

Personagens

A primeira notável mudança entre o livro e série de Daisy Jones & The Six, é de um integrante a menos na banda The Six, Diferente do livro, a banda tem cinco membros na série, já que o personagem Pete Loving não foi incluído nos episódios. No entanto, o novo baixista Eddie Roundtree (Josh Whitehouse) representa a fusão de Pete com o Eddie original. No livro, ele substitui Chuck Williams, que morre após ser alistado na Guerra do Vietnã. Já na adaptação, Chuck deixa a banda para ingressar na universidade de odontologia.

A justificativa na série por ter menos participantes para defender o nome The Six é que Camila é considerada uma “membro honorário”, já que está sempre junto do marido nos primeiros ensaios e shows.

Uma personagem que ganhou um espaço maior que no livro é Simone que agora não é apenas a melhor amiga de Daisy. A cantora disco, interpretada por Nabiyah Be, recebeu um enredo próprio e com muita representatividade que explora as dificuldades de artistas negros e LGBTQIA+ na indústria musical da época.

Salto temporal

Uma grande diferença entre o livro e série de Daisy Jones & The Six, é que no livro, a banda dá os depoimentos quase 40 anos após a fatídica noite em que se separaram. Já na série as entrevistas se passam 20 anos depois. A escolha foi para manter os mesmos atores nos papéis e não precisarem parecer tão mais velhos.

Canções

As canções escritas por Taylor Jenkins Reid estão na série, porém algumas letras mudaram. Porém, a essência das músicas permanece, onde é possível perceber a influência de Fleetwood Mac, banda que inspirou a história e o estilo.

Em “Regret Me”, apesar de mais suave do que no livro, ainda dá pra ver a tensão entre os vocalistas representada na letra.

Cenas

Uma das cenas modificadas foi a forma que Billy conheceu Camila. Na série o casal se conhece em uma lavanderia. No livro, Camila é garçonete, onde em uma cena atende a banda, Billy flerta com ela e a convida para sair. Logo inicia o relacionamento entre os dois.

A profissão de Camila também é modificada na série, onde na produção ela é fotógrafa.

Outra cena diferente é o encontro dos irmãos Dunne com o pai, na série Billy agride o pai, já no livro ele tem vontade de enfrentar o pai, mas não faz.

Triângulo Amoroso

Por fim, várias dúvidas deixadas pelo livro serão claras com os 10 episódios. Entre elas, a complexa relação de Daisy, Billy e Camila. A tensão sexual entre os cantores será visível, e o final da série promete surpreender os fãs do casal. Será que Billy vai atender ao pedido inesperado da esposa?

Por fim, os três primeiros episódios de Daisy Jones & The Six estão disponíveis no catálogo do Prime Video, enquanto os próximos chegará ao streaming no formato semanal, toda quinta-feira, às 21h.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.