House of the Dragon: Daemon mentiu sobre seu papel em Blood and Cheese?

A segunda temporada de House of the Dragon tem sido repleta de reviravoltas e mistérios, e o episódio 2 não é exceção. Uma das grandes questões que paira sobre o episódio é se Daemon Targaryen mentiu para Rhaenyra sobre seu envolvimento na trama de Blood and Cheese. Eles mataram o príncipe Jaehaerys Targaryen a mando de Daemon? Apesar de um episódio cheio de consequências do assassinato de Jaehaerys, a prequela de Game of Thrones deixa essa questão em aberto.

+ Quer ganhar um teste de até 1 MÊS GRÁTIS DE STREAMING? CLIQUE AQUI e aproveite!

Daemon Targaryen: Mentiras e Segredos

Daemon Targaryen, interpretado por Matt Smith, é questionado várias vezes por Rhaenyra sobre se ele deu a ordem para matar Jaehaerys. Embora Daemon negue repetidamente, há indícios de que ele pode não estar sendo totalmente honesto.

A cena no final do primeiro episódio da segunda temporada, quando os assassinos contratados perguntam o que fazer se não encontrarem Aemond, e a câmera corta logo após Daemon dizer “um filho por um filho”, sugere que ele pode ter dado a ordem para matar outro filho caso Aemond não pudesse ser encontrado.

Indícios que Apontam para a Culpa de Daemon

Há várias pistas que indicam que Daemon realmente ordenou a morte de Jaehaerys. Primeiro, o fato de que os assassinos revelam que foram instruídos a matar “um filho por um filho” aponta para Daemon como o mandante. Além disso, as palavras de Daemon para Rhaenyra são ambíguas.

Ele afirma que suas instruções eram claras e que não envolviam “uma criança pequena”, mas isso pode simplesmente significar que ele não usou essas palavras diretamente. Quando pressionado, ele diz que “foi um erro”, o que poderia se referir ao fato de ter ordenado a morte de outro filho.

Daemon queria claramente tomar alguma ação imediata em vez de esperar pela guerra em Dragonstone. Provocar os Verdes faz parte de sua estratégia, mesmo que isso prejudique a imagem de Rhaenyra. Ele está mais preocupado com seus próprios objetivos e o sentimento de poder.

A Importância da Percepção

No fim das contas, a questão de Daemon ter ou não ordenado a morte de Jaehaerys é secundária. O que realmente importa é a percepção que Rhaenyra e o público têm dele. Para Rhaenyra, isso revela uma profunda desconfiança em Daemon; mesmo que ele não tenha dado a ordem, ela acredita que ele seria capaz de tal ato. Isso abala a confiança dela nele, complicando ainda mais sua relação conforme a Dança dos Dragões avança. Embora haja um amor evidente entre eles, essa desconfiança mútua mostra como o relacionamento deles é frágil e tóxico.

Para o público, a ambiguidade permite múltiplas interpretações. Alguns, como eu, acreditam que Daemon realmente deu a ordem, enquanto outros podem discordar. Até que haja uma declaração definitiva dentro da série, não há uma resposta certa ou errada, o que enriquece a narrativa e permite que os espectadores façam suas próprias conclusões. Isso espelha o estilo de Fire & Blood, onde a história é contada através de relatos conflitantes de múltiplas fontes, e os leitores podem escolher em qual acreditar.

House of the Dragon continua a proporcionar uma narrativa rica e cheia de camadas, onde as ações e motivações dos personagens são frequentemente envoltas em mistério. A possível mentira de Daemon sobre seu papel em Blood and Cheese adiciona uma dimensão intrigante à trama, deixando tanto os personagens quanto o público em dúvida sobre a verdade.

À medida que a segunda temporada progride, essa ambiguidade promete manter os espectadores engajados e ansiosos por mais revelações.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.