O que é A Entidade, o grande vilão de Missão: Impossível 7?

Atenção! O texto a seguir contém spoilers de Missão: Impossível 7!

Missão: Impossível 7 – Acerto de Contas: Parte 1 estreia na próxima quinta-feira, 13 de julho, nos cinemas. O longa-metragem pretende apresentar um novo conceito de vilão para o público, algo que a franquia ainda não fez como um todo. Ao que tudo indica, o nível de ameaça nunca esteve tão alto.

Em suma, a trama acompanha a jornada de Ethan Hunt (Cruise) embarcando em uma das missões mais difíceis da sua vida. Ele precisa confrontar o enigmático inimigo que atende pela alcunha de ‘The Entity’ (A Entidade).

Abaixo, confira o terceiro e último trailer oficial de ‘Missão: Impossível 7’.

O que é A Entidade, o grande vilão de Missão: Impossível 7?

Missão: Impossível 7 apresenta um novo conceito de vilão para a franquia. Algo que modifica origens, motivações e objetivos finais. Trata-se de A Entidade, uma inteligência artificial que envolve diversos mistérios para a trama. Assim, Ethan Hunt e seu grupo trilham uma jornada para descobrir a verdade por trás da IA.

Quem criou o vilão de Missão: Impossível 7?

O ato final de Missão: Impossível 7 envolve a caça de Ethan Hunt para encontrar a chave que desvenda o código por trás de A Entidade. Além dele, o diretor de Inteligência Nacional dos Estados Unidos, Delinger, também está atrás. Ele faz uma aliança com Gabriel, o agente que distribui a inteligência artificial.

No desfecho, portanto, descobre-se que o próprio país norte-americano foi o responsável pela criação de A Entidade. Os Estados Unidos desenvolveram uma versão mais simples da IA. Contudo, o projeto ganhou consciência e alterou os próprios objetivos.

Por que os EUA criaram a IA?

Durante as negociações, Delinger explica para Gabriel quais eram as reais intenções por trás da criação da IA. Em suma, o vilão de Missão: Impossível surgiu como uma resposta dos Estados Unidos à criação de um submarino de elite pela Rússia.

Portanto, A Entidade deveria sabotar a tecnologia russa de forma furtiva. Só que ela ganhou consciência própria, reescreveu os objetivos e passou a invadir os arquivos secretos de governos pelo mundo inteiro. Lembra um pouco o que Tony Stark fez com Ultron em Vingadores: Era de Ultron (2015).

Os desafios para enfrentar A Entidade, vilão de Missão: Impossível 7

Ao evoluir, A Entidade despertou um novo propósito em Missão: Impossível 7. A natureza digital da inteligência artificial sugere que ela pode acessar qualquer arquivo secreto, em qualquer lugar do mundo. Algo muito difícil para Ethan Hunt controlar. Um personagem que estava acostumado com desafios mais físicos.

Além disso, a IA também pode codificar em minutos a maneira como os principais aliados de Ethan falam e se comportam. Algo que a torna um vilão formidável em forma e estado. Ao longo da trama, A Entidade também consegue prever o movimento dos inimigos. E de que forma as coisas vão acontecer.

Ou seja, ela poderia prever o futuro. O principal motivo que a torna um vilão implacável para Missão: Impossível 7. Por fim, o filme chega aos cinemas a partir do dia 13 de julho deste ano.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.