12 Heróis Final Explicado: O que acontece com o Capitão Mitch Nelson?

Lançado em 2018, ’12 Heróis’ é um filme de guerra dirigido por Nicolai Fuglsig que traz à tona temas como ação e drama. A trama é inspirada no livro de não-ficção ‘Horse Soldiers’, do autor Doug Stanton, que ilumina o momento em que o exército dos EUA foi para o Afeganistão, logo após os ataques de 11 de setembro. O final do filme pode ser um pouco difícil de entender, e estamos aqui para explicá-lo.

+ Quer ganhar um teste de até 1 MÊS GRÁTIS DE STREAMING? CLIQUE AQUI e aproveite!

O Enredo e a Produção

O filme tem um elenco composto por atores de destaque, incluindo Chris Hemsworth, que interpreta o Capitão Mitch Nelson, comandante do ODA 595, um personagem baseado em Mark Nutsch. Michael Shannon interpreta Hal Spencer, Chefe de Guerra e assistente do ODA 595. Michael Pena assume o papel de Sam Diller, Sargento da Inteligência de Primeira Classe do ODA 595. As filmagens do filme ocorreram em 2017, em Novo México.

Na ocasião de seu lançamento, o filme recebeu críticas geralmente positivas dos fãs, que apreciaram as habilidades de atuação do elenco e a história. No entanto, algumas pessoas criticaram o fato de o filme não levar em consideração os eventos reais que aconteceram durante a guerra no Afeganistão.

A Missão Inicia

O filme começa com Mitch Nelson se mudando para uma nova casa com sua esposa e filha no dia dos ataques. Pouco tempo depois, ele recebe uma missão do Tenente Coronel Bowers. Após ouvir os relatos dos ataques fatais ocorridos naquele dia, Nelson se voluntaria para liderar o ataque no Afeganistão, ciente dos riscos, mas decidido a fazê-lo pelo seu país.

A princípio, Bowers reluta em deixar Nelson comandar a equipe, mas acaba concordando. Após se despedirem de suas famílias, o exército viaja para o Uzbequistão em outubro de 2001 e se junta ao líder da Aliança do Norte, Abdul Rashid Dostum.

O Final de ’12 Fortes’ Explicado

Depois de começarem a missão, Nelson conquista a confiança do líder da Aliança do Norte. No entanto, um erro cometido por Dostum durante uma batalha acaba custando caro à equipe. Nelson responsabiliza Dostum pela falha na liderança do ataque e por arriscar a vida de soldados com informações valiosas.

Dostum retruca, argumentando que Nelson não está lutando a guerra com habilidades de guerreiro, mas apenas sendo um soldado no terreno. Após uma reconciliação e um ataque bem-sucedido à Al-Qaeda, Dostum dá a Nelson seu precioso prendedor de montaria. Enquanto a equipe está partindo, ele diz a Mitch que sempre o considerará um irmão.

Ao mesmo tempo, lembra ao capitão do exército dos EUA que o Afeganistão é o lugar onde impérios viraram cemitérios. Todos os 12 homens do exército sobrevivem e voltam para casa após passar 23 dias contínuos em guerra. Nesse período, Mitch faz um amigo em terras estrangeiras.

Uma Homenagem aos Soldados Invisíveis

Entre as últimas cenas do filme, vemos uma imagem da Estátua do Soldado a Cavalo, agora localizada no novo e reconstruído World Trade Center em Nova York, no distrito financeiro de Manhattan. A imagem é dedicada aos soldados do ODA 595, que lutaram bravamente em resposta aos ataques terroristas em seu país.

A cena final nos mostra a foto real dos guerreiros que lutaram naquela guerra em 2001, as pessoas em quem este filme, 12 Heróis, foi baseado. Foi uma maneira perfeita de encerrar a história, mostrando tudo o que foi sentido dentro do país e o quanto as pessoas estavam assustadas após os ataques.

Gostou do nosso conteúdo? Acompanhe-nos no Google News e não perca nenhuma notícia.